O excêntrico lifestyle de Michael Jackson

Relembre os micos memoráveis que fizeram parte da atribulada vida do cantor

iG São Paulo |

Reprodução
Michael Jackson assusta os fãs ao balançar seu filho Prince Michael II da sacada de um hotel na Alemanha
A vida pessoal de Michael Jackson ganhou a mesma proporção na mídia do mundo todo que sua brilhante carreira musical. Seu excêntrico lifestyle lhe rendeu incontáveis manchetes e micos memoráveis. Relembre:

Casamento com Lisa Marie: A união-relâmpago do astro com a filha de Elvis Presley durou 19 meses e foi oficializada na República Dominicana em maio de 1994. Depois da separação, Lisa soltou o verbo contra o cantor, dizendo que era manipulada, que não tinha orgulho de ter se casado com ele e que a experiência lhe causou um “colapso físico e mental”.

Embranquecimento progressivo: Filho de uma família negra norte-americana, Michael Jackson foi ficando cada vez mais branco com o passar do tempo. Encurralado por questionamentos partindo de todas as partes do mundo, o cantor alegou que sofria de vitiligo, mas a explicação não convenceu. Até porque, além da pele mais clara, ele ficou com o nariz cada vez mais fino e os cabelos cada vez mais lisos.

Reprodução
Beijo de Michael Jackson e Lisa Marie Presley no MTV Video Music Awards de 1994 não convenceu
Cabelos em chamas: Nas gravações de um comercial de refrigerante, em 1984, os cabelos do cantor foram atingidos pelos efeitos pirotécnicos da produção e pegaram fogo. Michael foi carregado para fora do set de filmagem em uma maca, mas nada de mais grave aconteceu.

Invasão de palco no Brit Awards: Durante a apresentação de Michael Jackson na premiação BRIT Awards de 1996, o cantor Jarvis Cocker, vocalista da agora extinta banda Pulp, invadiu o palco "em protesto". Segundo Cocker, Michael Jackson comportava-se como se fosse Jesus Cristo e tivesse o poder de curar. Cocker correu, levantou a blusa e roubou os holofotes do rei do pop.

Agradecimento errado na MTV: No Video Music Awards de 2002, a emissora americana realizou uma simples homenagem de aniversário ao astro, que completava 44 anos naquele dia. Na premiação, Britney Spears chamou Michael Jackson ao palco dizendo que o considerava o artista do milênio. Mas o cantor se confundiu com o discurso de Britney e agradeceu, dizendo: "Se alguém me dissesse que eu ganharia o prêmio de artista do milênio quando eu era um pequeno garoto em Indiana, eu jamais teria acreditado”.

Michael balança o filho em sacada: Em 2002, o Rei do Pop apareceu na sacada de um hotel, na Alemanha, para mostrar seu filho Prince Michael II, ainda bebê. O cantor, porém, se empolgou e balançou a criança, fruto de seu relacionamento com a enfermeira Debbie Rowe, do lado de fora do prédio. A atitude foi repreendida por toda sociedade.

Detido por acusação de molestar menino: Em dezembro de 2003, Michael foi detido pela suspeita de ter abusado sexualmente de um garoto de 13 anos. O crime teria acontecido em seu rancho de Neverland, e a denúncia foi feita pelo pai do adolescente. Rumores indicavam que o ex-astro mirim Macaulay Culkin havia sido molestado também; o ator, entretanto, negou os boatos durante o julgamento. O cantor foi absolvido das acusações.

Reprodução
Com Britney Spears no MTV Video Music Awards de 2002: agradecimento por um prêmio que não existiu
Família mascarada: Dizendo temer doenças e exposição pública, Jackson sempre fez os filhos - Prince Michael, de 12 anos, Paris, de 11, e Prince Michael II, de 7 anos de idade - andarem com máscaras pelas ruas, onde quer que eles estivessem. Os acessórios às vezes eram substituídos por lenços e até por fantasias.

Entrevista polêmica à BBC e documentário: Em 2003, o cantor concedeu uma entrevista para a emissora britânica no seu rancho, Neverland, para a produção de um documentário sobre a sua vida. O jornalista fez insinuações sobre os supostos abusos sexuais cometidos pelo astro contra crianças. Na entrevista, Michael disse que gostava de dividir a sua cama com os seus convidados infantis.

Falência: o estilo de vida excêntrico e megalomaníaco de Jackson levou o cantor a se desfazer de seus bens para pagar as incontáveis dívidas – em 2003, ele chegou a dever cerca de US$ 11,8 milhões em honorários jurídicos. Além de Neverland, rancho em que morava, o cantor vendeu metade dos direitos sobre a obra dos Beatles para a Sony e quase todos os seus bens. Para arrecadar dinheiro e liquidar o resto das dívidas, Michael chegou a marcar uma série de shows na Inglaterra em julho e agosto deste ano.

    Leia tudo sobre: Michael Jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG