Espólio de Jackson lucrou US$ 1 bi desde sua morte

Fortuna deixada pelo cantor aumentou consideravelmente de acordo com a revista Billboard

BBC Brasil |

selo

Reprodução
Michael Jackson: herança valiosa
O espólio do cantor Michael Jackson já lucrou mais de US$ 1 bilhão (cerca de R$ 1,76 bilhão) desde sua morte, há um ano, segundo estimativas feitas pela revista especializada Billboard. A revista diz que as vendas dos discos de Michael Jackson geraram cerca de US$ 383 milhões, enquanto a renda com o filme This Is It chegou a quase US$ 400 milhões.

O total inclui ainda direitos com publicações, licenciamento e turnês. Um novo contrato para lançamentos de discos já gerou US$ 31 milhões. O acordo com a gravadora Sony prevê o lançamento de dez álbuns do cantor nos próximos sete anos, incluindo um com material inédito.

O espólio do cantor deve receber até US$ 250 milhões pelo acordo com a Sony, mas a Billboard calcula que aproximadamente US$ 31 milhões disso já foram pagos nos últimos 12 meses.

Suvenires

Apesar de a turnê "This Is It" nunca ter acontecido, a renda com ingressos guardados pelos fãs como suvenires e não reembolsados gerou aproximadamente US$ 6,5 milhões. A companhia Mijac, que gerencia os direitos autorais do cantor, tem hoje um valor estimado em US$ 150 milhões, segundo a Billboard. A revista diz que a Mijac teria recebido cerca de US$ 50 milhões no ano passado.

O espólio de Michael Jackson também detém metade da editora musical Sony/ATV. A parcela do cantor na companhia teria gerado US$ 80 milhões no ano passado. Outras fontes de renda vieram de direitos autorais, vendas e aluguéis de DVDs e downloads de músicas, vídeos e ringtones. Michael Jackson morreu no dia 25 de junho do ano passado, aos 50 anos, após uma suposta overdose de medicamentos.

    Leia tudo sobre: Michael Jackson

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG