Mexicano confessa ter matado filhos que disse terem sido roubados

México, 8 jun (EFE).- Um mexicano de 20 anos, que há alguns dias afirmou que seus dois filhos tinham sido roubados na Cidade do México, confessou nesta terça-feira que os matou depois que autoridades encontraram os corpos abandonados em diferentes pontos de um parque, informou uma fonte oficial.

EFE |

México, 8 jun (EFE).- Um mexicano de 20 anos, que há alguns dias afirmou que seus dois filhos tinham sido roubados na Cidade do México, confessou nesta terça-feira que os matou depois que autoridades encontraram os corpos abandonados em diferentes pontos de um parque, informou uma fonte oficial. A Procuradoria Geral de Justiça do Distrito Federal (PGJDF) disse em comunicado que Javier Covarrubias González confessou ter assassinado seus dois filhos no último dia 18 de maio, quando reportou o sequestro dos menores Ísis Liliana e Darien Isaí. González caiu em contradições e disse no último fim de semana que os filhos não tinham sido sequestrados, mas os tinha entregado a uma mulher para pagar uma dívida de 25 mil pesos (pouco menos de US$ 2 mil). Nesta terça, a PGJDF afirmou que uma pessoa descobriu o corpo de uma criança no parque Tepeyac, norte da Cidade do México, por isso pediu a Gonzáles para ampliar suas declarações. O homem, então, confessou ter matado os filhos e descreveu o local onde abandonou o outro corpo. O pai admitiu que asfixiou os filhos na tarde do dia 18 de maio no próprio parque. Em seguida, embalou os corpos e os escondeu em locais diferentes, o menino dentro do parque e a menina junto a uma avenida próxima. A fonte disse que realiza os exames periciais para confirmar a identidade dos dois corpos para ter certeza de que são mesmo os de Ísis e Darien. A mãe dos menores, Irma Merino Osorio, reconheceu as roupas usadas pelas crianças e disse que elas pertenciam a seus filhos. A PGJDF explicou que o Ministério Público espera os resultados dos exames de DNA dos dois corpos para ter certeza de que se tratam dos filhos do casal. EFE gt/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG