Governador reeleito pretende atingir objetivo por meio da aprovação de emendas parlamentares da bancada federal

O governador reeleito Silval Barbosa (PMDB) quer obter, pelo menos, R$ 1 bilhão em emendas parlamentares da bancada federal, pelas quais poderão ser viabilizados investimentos em obras no Estado.

A infraestrutura é o ‘carro-chefe’ entre os setores a serem contemplados com os investimentos.

Para atingir esse objetivo, o governador espera contar com a ajuda da bancada federal para trazer mais recursos ao Estado.

Hoje, ele está em Brasília com os parlamentares mato-grossenses para discutir a destinação de recursos, via emendas individuais e ainda acertar os detalhes da liberação que serão contemplados no Orçamento Geral da União (OGU).

Entre os principais projetos estão às obras de mobilidade urbana de Cuiabá, com vista à Copa do Mundo de 2014, reforma no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, a construção do novo hospital universitário.

Também a duplicação da rodovia que liga Cuiabá-Rondonópolis-Posto Gil, complementação das BRs-158, 246, 264 e 174, obras do PAC 2 e ações voltadas para a plena utilização das hidrovias do Estado.

A bancada é formada pelos deputados federais Ságuas Moraes (PT); Nilson Leitão (PSDB); Wellington Fagundes (PR), Carlos Bezerra (PMDB), Homero Pereira (PR), Eliene Lima (PP); Valtenir Pereira (PSB); Júlio Campos (DEM). Os senadores são Blairo Maggi (PR), Pedro Taques (PSB) e Jaime Campos (DEM).

Os deputados e senadores têm do dia 17 a 24 deste mês para apresentarem as emendas individuais e as de bancada para o exercício de 2011.

No ano passado, Mato Grosso teve direito a R$ 439 milhões em emendas de bancada e R$ 12,5 milhões em emendas individuais para cada parlamentar.

Os parlamentares do Estado e também deputados de quase todo o Brasil apresentaram uma emenda ao relatório preliminar do orçamento que aumenta de R$ 12,5 milhões para R$ 15 milhões o total de emendas orçamentária que cada parlamentar terá direito de apresentar.

A justificativa é de que o montante menor facilita a liberação do dinheiro.

Outro compromisso do governador Silval Barbosa em Brasília é selar com os partidos aliados (PR, PP, PT e o próprio PMDB) a participação de todos no governo do Estado.

O presidente regional do PR, Wellington Fagundes, já declarou que, pelo tamanho do partido e pela significativa ajuda que deu na reeleição de Silval, deve ter importante espaço na composição, ocupando secretarias importantes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.