Marconi inaugura comitê dissidente do PMDB

Líder das pesquisas, com 45% das intenções de voto, tucano vê espaço para crescer mais

Rodrigo Viana, iG Goiânia |

Como evidência de que pretende continuar crescendo e ganhar o pleito ainda no primeiro turno, o candidato Marconi Perillo pretende inaugurar em breve um comitê eleitoral dissidente do PMDB, legenda do arquirrival Iris Rezende, em Goiânia.

Entre os peemedebistas mais importantes que oficializaram apoio a Marconi estão o deputado federal Luiz Bittencourt e o candidato ao Senado em 2006, Ney Moura Teles.

No âmbito da coligação PP-PR, de Vanderlan Cardoso, o nome de maior destaque é do ex-secretário do governador, Roberto Balestra.

Um dos coordenadores da campanha de Marconi, que não quis se identificar, afirmou que candidatos a cargos proporcionais, principalmente do PV e do PSC, estariam procurando o comitê para auxiliar na campanha do tucano.

O coordenador tucano disse não acreditar que os demais candidatos ao governo goiano vão se unir, em meio à campanha. “PCB e PSOL não se prestariam a isso, por conta da ideologia do partido”, disse. Ele rechaça a informação de que o PSDB estaria aliciando apoiadores dos adversários.

Um segundo coordenador de campanha foi taxativo: a 15 dias das eleições, se Marconi não atingir o essencial para vencer no primeiro turno, deve procurar pontes no PP e PR.


    Leia tudo sobre: Eleições GOEleições Marconi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG