Caixa oficializa bolões de apostas nas lotéricas

A partir de outubro, os apostadores que participarem de bolões próprios ou das lotéricas poderão ter um comprovante da aposta. Medida tenta acabar com disputas na Justiça

iG São Paulo | - Atualizada às

A Caixa Econômica Federal vai oficializar os bolões de apostas que são feitos por brasileiros de todo o País de forma informal, não oficial, nas casas lotéricas. O novo produto, Bolão Caixa, foi anunciado nesta sexta-feira (14), no Rio de Janeiro, pelo vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa, Fábio Ferreira Cleto, e entrará em operação no dia 1º de outubro próximo.

Divulgação
Oficialização dos bolões deve garantir mais segurança aos apostadores

- Saiba mais sobre loterias da Caixa
- Neste sábado: Mega-Sena acumula em R$ 17 milhões e Timemania, em R$ 24 milhões

De acordo com Cleto, com a oficialização, a partir do momento em que for montado o bolão em uma casa lotérica, haverá um número de bilhetes correspondente ao número de cotas. “Se você entra com dez pessoas se cotizando para fazer um bolão, você vai ter a emissão de dez recibos de aposta, cada um contemplando uma cota de um dez avos desse bolão. Porque já vai ter a segurança de o apostador estar participando do bolão de forma oficial e com toda a garantia de que ele pode ir pegar o prêmio correspondente à sua cota”, disse.

Os prêmios divididos que foram parar na Justiça:
Patrão terá de dividir com empregado prêmio milionário
"Milionários" por um dia, apostadores lutam por Mega-Sena
Outros casos da Mega-Sena que foram parar na Justiça

O Bolão Caixa, segundo ele, terá um teto de 100 apostadores, mas não há limite financeiro. A aposta mínima será R$ 10, divididos em duas cotas de R$ 5 cada. Fábio Cleto informou ainda que a partir de negociação com os lotéricos, feita pela Secretaria de Acompanhamento Econômico (SAE), ficou acordado que será até 35% o percentual de prêmio que eles poderão cobrar de taxa de administração de um bolão. Ressaltou que, ao mesmo tempo, as pessoas poderão montar um bolão entre os amigos e apenas registrá-lo na casa lotérica, sem nenhuma cobrança de taxa de serviço.

Quem quiser participar do Bolão, poderá escolher entre a Mega-Sena, a Quina, a Lotofácil, a Dupla Sena e a Loteca. Cada uma dessas modalidades terá um valor máximo de cotas, que foi definida com o objetivo de minimizar a probabilidade de premiações abaixo de R$ 1,00.

A criação do Bolão Caixa acaba com a informalidade e com o risco de um apostador participar de um bolão e não receber o prêmio. “Alguns casos já ocorreram e a Caixa sempre foi sensível a essa demanda dos próprios lotéricos para a constituição da estrutura tecnológica que contemplasse isso”.

Cleto disse que não se trata de uma estrutura simples, porque ela permite o pagamento em cotas, ou parcelas. “As pessoas podem ir pegar individualmente. Elas não precisam ir todas juntas pegar o prêmio. Segundo ele, isso demandou grande esforço da área de tecnologia da informação (TI) da Caixa “. O novo produto já foi homologado pela Caixa, passou por todos os processos e está, no momento, em fase de distribuição para as lotéricas.

No ano passado, o faturamento total do setor de loterias foi R$ 9,4 bilhões, dos quais R$ 4,5 bilhões foram direcionados a beneficiários. Para 2012, a meta é atingir uma arrecadação em torno de R$ 10,5 bilhões.

* Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: loteriasmega-senabolãocaixa econômica federal

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG