Julgamento de Roriz gera tensão

Adiamento no STM deixa candidatos barrados pela Lei da Ficha Limpa em suspense no Acre e Rondônia

Nayanne Santana, iG Acre e Rondônia |

Com o adiamento da votação do recurso que Joaquim Roriz (PSC-DF) impetrou no Supremo Tribunal Federal (STF) para esta quinta-feira (23), continua incerto o destino do candidato ao governo de Rondônia, Expedito Júnior (PSDB). Qualquer que seja o resultado da votação de Roriz abre precedente.

O candidato tucano teve seu registro de candidatura barrado pelo Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO) com base na Lei da Ficha Limpa. Ele e outros candidatos na mesma situação aguardam a decisão do STF para saber se continuam ou não na disputa do pleito.

Acre

No Acre, apenas candidatos aos cargos de Deputado Federal e Deputado Estadual enfrentam situação semelhante à de Expedito Júnior. Segundo dados do TRE-AC são dez candidatos que correm o risco de ter a candidatura barrada, caso a maioria dos ministros do STF entenda que a Lei da Ficha Limpa deve ser aplicada nestas eleições.

Entre os candidatos que estão em risco está o ex-governador Romildo Magalhães, que teve contas reprovadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU). As contas reprovadas são referentes ao período em que ele governou o Acre.

    Leia tudo sobre: eleições roeleições acficha limpatre rotre acstf

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG