Iris prefere poupar Marconi na reta final

Estratégia do peemedebista é deixar ataques contra tucano, líder nas pesquisas, para aliados

Rodrigo Viana, iG Goiânia |

O candidato Iris Rezende (PMDB) procurou poupar o primeiro lugar nas pesquisas, Marconi Perillo (PSDB) de ataques durante o debate de ontem na TV Record.

A estratégia do comitê é aproveitar os bons números do candidato na capital para reforçar carreatas em municípios que ainda não visitou e deixar ataques para aliados, como o presidente Lula.

Segundo Sodino Vieira, coordenador político da campanha, os últimos dias não serão gastos em denúncias já que “o eleitorado tem conhecimento histórico dos dois candidatos”.

Sodino ainda afirma que mais gravações de Iris com o presidente Lula podem aparecer nos últimos programas. “O Lula vai falar o que quiser. Ainda bem que temos ele e a Dilma ao lado do Iris”, disse.

Para reforçar ainda mais os laços com o governo Lula, Iris faltou uma entrevista marcada em um telejornal e viajou a Brasília para a gravação com o presidente.

O compromisso no Palácio do Planalto não estava na agenda de campanha previamente divulgada para a imprensa. Segundo Sodino, o convite foi do presidente e que novas gravações podem ser feitas.

O bate-papo entre Lula e Iris ocupou quase a totalidade do programa eleitoral do peemedebista de ontem.

Lula voltou a atacar Marconi Perillo, agora de forma mais indireta que no comício realizado em Valparaíso no dia 6 de setembro.

O petista voltou a citá-lo como responsável pela quebra da Celg e mais uma vez, pediu votos para Iris Rezende.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG