Lei libera US$ 600 milhões para reforçar divisa com o México com 1,5 mil novos agentes

O Congresso dos Estados Unidos aprovou nesta quinta-feira uma lei que libera US$ 600 milhões para reforçar a fronteira com o México com 1,5 mil novos agentes, que agora deve ser promulgada pelo presidente Barack Obama.

Em uma manobra legislativa especial, a lei, que foi votada na terça-feira pela Câmara de Representantes, foi aprovada por dois senadores democratas com um voto oral em uma sessão convocada no meio de um recesso de seis semanas do Senado.

Os senadores Chuck Schumer de Nova York, um dos autores da lei, e Benjamin Cardin de Maryland, aprovaram a lei, que servirá para combater o tráfico de drogas e armas, assim como a migração ilegal, na fronteira com 1,5 mil novos agentes e mais tecnologia, incluindo mais aviões sem piloto.

A lei inclui mais recursos aos US$ 500 milhões solicitados pelo presidente Barack Obama em maio, quando anunciou uma nova estratégia para a fronteira sul com a mobilização de 1,2 mil soldados da Guarda Nacional por um ano, enquanto os novos agentes são treinados.

Obama fez o anúncio em meio a incessantes pedidos de autoridades nos Estados de fronteira perante a crescente violência do narcotráfico no México, que deixou mais de 28 mil mortos desde dezembro de 2006.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.