Para garantir a vaga sem o risco de levar uma multa, é preciso utilizar um dos apps para celular credenciados pela Companhia de Engenharia de Tráfego

Zona Azul digital evita infração grave, que teve a multa aumentada de R$ 127,69 para R$ 195,23 em novembro
iG São Paulo 04.12.2016
Zona Azul digital evita infração grave, que teve a multa aumentada de R$ 127,69 para R$ 195,23 em novembro

Se você for estacionar em uma vaga de Zona Azul de São Paulo a partir desta segunda-feira (5), preste atenção redobrada. As folhas de papel do estacionamento rotativo não valem mais na cidade. Para pagar a tarifa e garantir o local sem o risco de levar uma multa, é preciso utilizar um dos aplicativos para celular credenciados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).

As pessoas que ainda não baixaram os apps podem também adquirir o chamado Cartão Azul Digital (CAD) em um dos Pontos de Venda credenciados pela companhia, que funcionam em bancas de jornal e locais de comércio ou serviços. A Zona Azul Digital está valendo desde julho deste ano, após um decreto municipal.

Inicialmente, a folha de papel da Zona Azul deixaria de valer no dia 21 de novembro, mas o prazo foi prorrogado pela CET até este domingo (4).

Reembolso folhas de papel

Até o dia 31 de janeiro de 2017, as folhas em papel de Zona Azul oficiais e não utilizadas pelos motoristas serão reembolsadas pelo valor de R$ 4,50.

Quem precisar fazer a troca deverá comparecer à Gerência Comercial/CET, na rua Senador Feijó, no centro da capital, das 8h às 17h,  de segunda a sexta feira. Segundo a Companhia, no ato da devolução, os talões e as folhas passarão por perícia para conferência de sua autenticidade.

Como funciona

Ao invés de marcar com uma caneta a data, horário e placa do carro na folhinha,  o motorista precisa, agora, cadastrar os dados veículo em um dos aplicativos de aparelhos móveis disponíveis.

Após estacionar, o condutor aciona a placa do veículo e escolhe quanto tempo vai utilizar aquela vaga. Quando o tempo escolhido estiver para acabar, o próprio aplicativo vai enviar uma notificação ao usuário. Ele terá ainda a opção de renovar o crédito pelo celular se quiser deixar o automóvel estacionado por mais tempo

Não é mais necessário deixar nenhum tipo de comprovante no painel do veículo. Os agentes de trânsito vão consultar um banco de dados para conferir se o condutor pagou pela vaga. O usuário que considerar que foi autuado indevidamente poderá apresentar recurso de multa à Junta Administrativa de Recursos de Infração (Jari).

O pagamento é feito por cartão de crédito ou débito. O preço continua o mesmo: R$ 5 por período. Já o pacote de créditos com 10 cartões digitais sai por R$ 45. O objetivo é acabar com a comercialização ilegal de Zona Azul em São Paulo.

Não é mais necessário deixar nenhum tipo de comprovante no painel do veículo, basta realizar a compra pelo aplicativo
Fotos Públicas
Não é mais necessário deixar nenhum tipo de comprovante no painel do veículo, basta realizar a compra pelo aplicativo


Aplicativos

Os apps de estacionamento rotativo estão disponíveis para os sistemas Android e iOS. Confira alguns deles:

Vaga Inteligente

O motorista precisa se cadastrar com e-mail e senha. Em seguida, deve preencher seus dados e registrar um cartão de crédito para efetuar pagamento. Para conseguir estacionar, basta acessar o ícone “Utilizar Zona Azul”.

LEIA MAIS:  Multas de trânsito ficam mais pesadas a partir desta terça-feira

Digipare

O aplicativo está disponível em diversas cidades do País. Para utilizá-lo é necessário realizar um cadastro pelo app ou site. Para acessar, basta inserir o CPF e senha escolhida. Para estacionar, o condutar deve selecionar a cidade em que está, placa e o período a utilizar. Também utiliza cartão de crédito.

Estaciona App - Zona Azul SP

Diferente de outros, este app é voltado exclusivamente para a Zona Azul da capital paulista. É necessário realizar um cadastro e ter um cartão de crédito para conseguir realizar a compra.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.