Detran de São Paulo começa a usar câmeras e sensores na prova prática

Projeto piloto de medida que vai rastrear percurso e comportamento do candidato na hora do teste de direção vai ser realizado em São Bernardo
Foto: Detran/ Divulgação
Câmeras, microfones e sensores começaram a ser usados nas provas práticas de direção do Detran para a categoria B

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de São Paulo começou a utilizar câmeras, microfones e sensores de telemetria nas provas práticas de direção veicular para a categoria B (carros) na cidade de São Bernardo do Campo, na região do ABC. A medida é um projeto piloto que poderá ser estendido para todo o Estado.

LEIA MAIS:  Tire suas dúvidas sobre como tirar a primeira carteira de habilitação

Os equipamentos instalados nos veículos em que são realizados os exames permitem o rastreamento do percurso e o comportamento do candidato durante o teste de direção.

Se houver divergência entre a avaliação do examinador e os registros coletados pelos equipamentos, o sistema envia o resultado para ser analisado por membros de uma banca examinadora, que terá três dias para dar um veredito.

Sensores

No novo sistema, candidato e examinador passam por identificação biométrica (leitura de digitais) no início e no fim do exame. Cinco câmeras registram o que acontece dentro e fora do veículo, enquanto gravadores de áudio registram o som no interior do carro.

LEIA MAIS:  74% dos brasileiros querem menos espaço para carro particular nas ruas

Há sensores que identificam possíveis toques do carro na baliza, aceleração excessiva, uso das setas e do freio de mão, funcionamento do motor, velocidades média e máxima e tempo gasto em pontos específicos do teste.

Motos

No último dia 16, começaram a ser monitoradas também as provas práticas da categoria A (motos). Os exames são monitorados por meio de imagens de quatro câmeras externas fixadas em pontos do percurso, posicionadas de maneira que registrem todas as etapas do teste.

LEIA MAIS:  Motoristas penalizados por Lei do Farol Baixo podem recorrer de multa

“O objetivo do novo sistema é tornar a aplicação do exame prático mais preciso e coibir possíveis irregularidades, como o pagamento para ser aprovado”, informou a diretora-vice-presidente do Detran de São Paulo, Neiva Aparecida Doretto. “O intuito é também aprimorar a formação dos condutores, o que é essencial para tornar o trânsito mais seguro”, acrescentou.

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/igvigilante/transito/2016-09-27/prova-pratica-detran.html