Para eleger letras e números, condutores deverão pagar um valor extra de R$ 91,18, além da taxa de emplacamento usual

Condutor de SP deve personalizar dentro das opções disponíveis, que vão de BGA 0001 a GKI9999
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Condutor de SP deve personalizar dentro das opções disponíveis, que vão de BGA 0001 a GKI9999

Muita gente não sabe, mas quem quiser escolher a combinação de letras e números da placa de veículos 0km, em São Paulo, já pode. O motorista pode eleger apenas letras, só números ou a placa completa.

No entanto, ele deverá personalizar dentro das opções disponíveis, que atualmente vão de BGA 0001 a GKI9999, desde que já não tenha sido utilizada por outro condutor. Cada Estado utiliza uma faixa específica de combinação determinada pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran)

A pessoa que desejar a personalização precisará, no entanto, pagar um valor extra de R$ 91,18, além da taxa de emplacamento usual, que varia de acordo com o tipo de veículo. Para motos, o preço é de R$ 97,97; para reboque e semirreboque, R$ 101,55; para os demais veículos, como carros, caminhões e ônibus, R$ 117,91.

O motorista que não quiser personalizar sua placa pode continuar escolhendo entre as 20 combinações aleatórias fornecidas pelo sistema do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), sem a necessidade de pagar a taxa extra. No caso de veículos que já estão com placas não é possível pedir a troca do número e de letras. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.