Testes da vacina brasileira contra dengue chegam a Porto Alegre

Estudo de imunizante fabricado pelo Instituto Butantan está em sua última fase antes de ser enviado para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Foto: Edu Andrade/ Divulgação
Imunizante do Instituto Butantan promete alto índice de proteção contra os quatro tipos de dengue em apenas uma dose

Os testes da vacina contra dengue fabricada pelo Instituto Butantan  tiveram início nesta quarta-feira (27) em Porto Alegre, Rio Grande do Sul. O Centro de Pesquisa Clínica do Hospital São Lucas, da PUC-RS, será o único local da região Sul do País a participar do estudo que envolve 17 mil voluntários em 14 centros de pesquisas de 13 municípios brasileiros.

Cerca de mil moradores da cidade de 18 a 59 anos devem participar da pesquisa, que integra a última fase de testes antes de a vacina contra dengue brasileira ser encaminhada para aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

LEIA MAIS:  Transmissão de dengue em 2016 é diferente de anos anteriores

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), esteve presente na cerimônia, ao lado do de Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB). De acordo com o tucano, o imunizante tem alto índice de proteção contra os quatro tipos de vírus. O tratamento seria feito com apenas uma dose.

Outros testes também estão sendo realizados em Manaus, Boa Vista, Porto Velho, em dois centros de São Paulo e em outro de Fortaleza. Em todos esses lugares, os especialistas acompanham pessoas consideradas saudáveis, que já tiveram ou não a doença que é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. Os voluntários, que têm entre 2 e 59 anos, realizarão exames por cinco anos para que seja verificada a duração do imunizante.

Foto: Edu Andrade/Divulgação 27.07.2016
Cerca de mil moradores de Porto Alegre devem participar dos únicos testes da região Sul da vacina contra dengue


Vacina francesa já pode ser comercializada

A Anvisa divulgou, no início desta semana, os valores do imunizante fabricado pela empresa francesa Sanofi Pasteur . O preço deve variar entre R$ 132,76 e R$ 138,53 para as clínicas, ficando mais caro para o consumidor final. O produto já havia recebido a aprovação da agência em dezembro de 2015.

Neste caso, o tratamento é feito com três doses sendo aplicadas com um intervalo de seis meses entre cada aplicação. O imunizante é recomendado para pessoas entre 9 e 45 anos, e a eficácia prometida é de 60% contra os quatro tipos de vírus da dengue, reduzindo em 93% os casos graves da doença e em 80% os de internação. O produto é contraindicado, porém, para gestantes e pessoas com doenças que afetem o sistema imunológico.

A vacina contra dengue deve chegar às clínicas particulares de todo o País na próxima semana, de acordo com a fabricante. O Ministério da Saúde ainda não definiu se o medicamento será incluído no calendário nacional de imunização, mas o Estado do Paraná tomou à dianteira e vai iniciar uma campanha na rede pública no dia 13 de agosto.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Link deste artigo: http://ultimosegundo.ig.com.br/igvigilante/saude/2016-07-27/testes-vacina-dengue-instituto-butantan.html