Para isso, será preciso mulher precisa apresentar um atestado médico que alerta sobre o risco de infecção por zika vírus

Pedidos deverão ser feitos até 29 de fevereiro por meio dos canais de atendimento da Alitalia
Divulgação
Pedidos deverão ser feitos até 29 de fevereiro por meio dos canais de atendimento da Alitalia

A companhia aérea Alitalia anunciou nesta quinta-feira (4) que reembolsará totalmente as passageiras grávidas que desistirem de viajar a países afetados pelo surto do zika vírus, que tem sido relacionado ao aumento dos casos de microcefalia no Brasil.

O benefício será oferecido apenas a grávidas e a seus acompanhantes. Os clientes poderão solicitar o reembolso total ou a remarcação de voos sem nenhum custo. Para isso, será preciso apresentar um atestado médico que alerta sobre o risco de infecção do zika. "Os clientes com bilhetes emitidos a partir de 1º de fevereiro de 2016 deverão fornecer à companhia Alitalia um certificado médico que conste especificamente o risco de infecção do zika", explicou a empresa italiana.

Os pedidos de reembolso ou de remarcação deverão ser feitos até 29 de fevereiro por meio dos canais de atendimento da Alitalia.

Nesta semana, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou estado de emergência internacional de saúde pública por conta da disseminação do zika vírus, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti .

O vírus estaria causando microcefalia fetal (malformação cerebral em fetos), ocasionando um surto no Brasil. Além do País, outras 22 nações e territórios na América já registram casos da doença ou de transmissão do zika, até sexualmente.

Veja também: 10 cuidados que você precisa ter para evitar o zika vírus


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.