Iemenitas protestam pedindo renúncia do presidente

"Depois de Mubarak, é sua vez Ali", gritam 4 mil manifestantes ao pedir a saída de Ali Abdallah Saleh do poder

AFP |

Milhares de jovens iemenitas protestaram neste sábado no centro de Sanaa para pedir a renúncia do presidente Ali Abdallah Saleh, um dia depois da queda do egípcio Hosni Mubarak em consequência da pressão das ruas. "Depois de Mubarak, é sua vez Ali", gritaram 4.000 manifestantes, em sua maioria estudantes.

Aos gritos de "fora Ali" ou "o povo quer a queda do regime", os manifestantes seguiram da Universidade de Sanaa até o centro da capital.A manifestação acabou dispersada pelos militantes do partido no poder, o Congresso Popular Geral (CGP), armados com pedaços de maneira e pedras. Apesar da tensão, não houve maiores violências.

As autoridades do Iêmen afirmaram que respeitam a decisão e a vontade do povo egípcio, em um comunicado publicado pela agência oficial Saba. "O Iêmen tem confiança na capacidade do Conselho Supremo das Forças Armadas para dirigir o país", afirma o texto.

As autoridades expressam ainda o desejo que o Egito tenha "uma atmosfera propícia para que o povo egípcio possa concretizar suas aspirações de liberdade, democracia e segurança".Na sexta-feira, centenas de manifestantes tomaram as ruas da capital para celebrar a renúncia do presidente egípcio.

Vários manifestantes tentaram sem sucesso se aproximar da embaixada do Egito, que estava protegida por um forte esquema de segurança. As forças de segurança também foram posicionadas na principal praça do centro da capital para evitar os protestos.

Milhares de manifestantes realizaram um protesto no último dia 3 contra o regime de Saleh, que está no poder desde 1978.A situação desde então se acalmou com a oposição pedindo que o presidente implemente as reformas prometidas.

    Leia tudo sobre: IêmenPolíticaManifestações

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG