Temporão: combate à gripe suína será reforçado no RS

O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, disse hoje que as ações de vigilância no combate à gripe A (H1N1) serão reforçadas no Estado do Rio Grande do Sul em razão da proximidade com a Argentina. O Estado já registrou sete mortes causadas pela gripe A, chamada gripe suína.

Agência Estado |

"O objetivo é garantir atendimento, reforço das ações naquele Estado, aumentar o grau de vigilância e informação nas fronteiras", disse o ministro, em entrevista sobre a gripe A.

Segundo Temporão, uma equipe do ministério está seguindo para o Rio Grande do Sul para reforçar essas ações de vigilância e dar suporte para a preparação de outros profissionais de saúde nas ações de combate à gripe A. O ministro informou ainda que está orientando o Estado a adotar medidas de profilaxia com os profissionais que tiveram contato com secreções de pacientes contaminados, com a administração de medicamentos nesses profissionais.

Temporão ressaltou a importância de alertar todas as pessoas com sintomas gripais que procurem um posto de saúde ou o médico de sua confiança. "A grande maioria são casos leves e que se curam sem maiores problemas. A letalidade média no mundo está em 0,5% dos casos. Os hospitais de referência têm de estar disponíveis para os casos de maior gravidade", disse o ministro, chamando atenção ainda para os cuidados básicos de higiene que devem ser tomados para se evitar a doença. Entre eles, lavar bem as mãos várias vezes ao dia, tapar a boca com lenços descartáveis ao tossir ou espirar e não compartilhar talheres ou copos.

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG