rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Assim, os pacientes que necessitam do remédio, mas não precisam ser hospitalizados terão um acesso mais fácil à medicação." / gripe suína - Gripe Suína - iG" / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Assim, os pacientes que necessitam do remédio, mas não precisam ser hospitalizados terão um acesso mais fácil à medicação." /

São Paulo cria postos para distribuir remédio contra a gripe suína

SÃO PAULO - A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo informou nesta terça-feira que novas regras foram definidas para a distribuição do antiviral Oseltamivir para pessoas suspeitas de terem contraído o vírus da gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Assim, os pacientes que necessitam do remédio, mas não precisam ser hospitalizados terão um acesso mais fácil à medicação.

Redação |

A nova orientação também vai permitir que qualquer médico possa receitar o medicamento. O paciente deve retirá-lo em um dos 50 postos que serão distribuídos em todo o Estado até sexta-feira.

Além de pacientes internados com quadros respiratórios graves, o Oseltamivir pode ser receitado a pacientes grávidas que apresentam febre, tosse, dor de garganta e dores musculares, entre outros, e para pacientes que estejam em grupos de risco.

Em São Paulo, o remédio vai ser distribuído com a apresentação da receita e de formulário específico, que vai ser disponibilizado no site da Secretaria nos próximos dias e deve ser preenchido e assinado pelo médico do paciente.

Nesta segunda-feira, a secretaria informou que subiu para 50 o número de óbitos em decorrência da "gripe suína" no Estado. O País registra, ao menos, 129 mortes.

Leia também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suínamortesão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG