rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Estado. Com as novas confirmações, o Estado registra 32 vítimas fatais no novo vírus." / gripe suína - Gripe Suína - iG" / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Estado. Com as novas confirmações, o Estado registra 32 vítimas fatais no novo vírus." /

Santa Catarina, Rio Grande do Sul e São Paulo têm novas 20 mortes por gripe suína

A Secretaria Estadual de Saúde de Santa Catarina anunciou nesta terça-feira mais 12 mortes causadas pela gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Estado. Com as novas confirmações, o Estado registra 32 vítimas fatais no novo vírus.

Redação |


Com as atualizações, o sistema de dados da Vigilância Epidemiológica Estadual registra 320 casos de Influenza A (H1N1). Foram descartados 421 casos e 24 mortes inicialmente consideradas suspeitas.

O Secretário de Estado da Saúde, Dado Cherem, alerta a população para que mantenha o estado de vigilância, seguindo à risca todas as recomendações para prevenção da "gripe suína". É uma ilusão achar que a alta na temperatura, que permite uma maior ventilação nos ambientes, vai reduzir a circulação viral de uma hora para a outra. O vírus H1N1 continua circulando em todo o Estado, disse.

Rio Grande do Sul

A Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul anunciou nesta terça-feira mais 6 mortes causadas pela "gripe suína". Os primeiros sintomas da doença que vitimou as seis pessoas começaram na última semana de julho.

Os óbitos aconteceram em Cruz Alta, Porto Alegre, Pelotas e Santa Maria. Agora, o Rio Grande do Sul contabiliza 105 mortes decorrentes da nova gripe.

São Paulo

As secretarias de saúde de Sumaré e São Bernardo do Campo anunciaram nesta terça-feira mais duas mortes  devido à "gripe suína" em São Paulo.

A Secretaria da Saúde de Sumaré, no interior paulista, confirmou nesta terça-feira a terceira morte provocada pelo vírus. De acordo com a secretaria, trata-se de um homem de 36 anos que morreu em 12 de agosto. Ao todo, o município tem 16 casos registrados da doença.

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, também confirmou novas perdas: nesta terça-feira, ocorreu a 9ª morte por "gripe suína" no município. A vítima foi uma mulher de 49 anos que estava internada desde 16 de julho com quadro de doença respiratória aguda grave e que tinha como agravante diabetes. Em ambos os casos, o exame foi feito pelo Laboratório Adolfo Lutz.

Goiás

A Secretaria de Saúde de Goiás confirmou a primeira morte provocada pela "gripe suína" no Estado. O prefeito da cidade de Sanclerlândia (GO), Carlos Magalhães dos Santos, de 39 anos, morreu no Hospital Geral de Goiânia Dr. Alberto Rassi.

De acordo com a secretaria, ele teve falência múltipla dos órgãos depois de apresentar complicações de uma pneumonia provocada pela nova gripe. O prefeito chegou ao hospital no último dia 19, uma semana após o aparecimento dos primeiros sintomas.

A Secretaria de Saúde de Goiás confirmou, até o momento, 64 casos de gripe suína. Há ainda 45 casos sendo investigados.

Leia também:


Leia mais sobre:
gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG