Depois da confirmação, ontem, de mais quatro mortes por gripe suína no Rio de Janeiro, o secretário estadual de Saúde, Sérgio Côrtes, já admite a possibilidade de adiar a volta às aulas, prevista para o dia 3 de agosto na maioria das escolas.

Segundo o secretário, a evolução do número de casos na próxima semana vai determinar se haverá necessidade de adiamento, que seria recomendado a escolas municipais, estaduais e particulares.

Hoje, Côrtes anunciou um novo sistema de monitoramento, por meio de um telefone 0800 e pela internet, que vai funcionar a partir da próxima segunda-feira.

O objetivo é tentar desafogar as emergências dos hospitais, identificar os casos graves de gripe e os pacientes que fazem parte do grupo de risco (gestantes, crianças menores de dois anos, idosos e portadores de doenças crônicas).

"Iremos tratar todo caso de gripe, independente de ser suína ou sazonal, da mesma maneira. Vamos tentar evitar falhas no sistema de identificação dos casos com sintomas de agravamento", disse.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.