Rio desativa postos de referência para gripe suína

Por causa da diminuição da procura, a Secretaria Estadual de Saúde do Rio decidiu desativar hoje os últimos centros de referência que ainda estavam realizando atendimentos a pacientes com sintomas de gripe suína. Os centros que ainda estavam em funcionamento funcionavam nas Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) da Tijuca, Ilha do Governador (ambos na zona norte), Campo Grande e Bangu (ambos na zona oeste).

Agência Estado |

No dia 10 de setembro, já haviam sido desativados os centros de referência localizados nos hospitais Getúlio Vargas (zona norte), Albert Schweitzer (zona oeste) e na UPA de Manguinhos (zona norte).

Segundo balanço da secretaria, desde 27 de julho, quando começaram a ser inaugurados, o centros realizaram 22,2 mil atendimentos por 390 profissionais de saúde.

Com a desativação dos Centros de Referência para Gripe, pacientes com sintomas da doença no Rio devem procurar as UPAs 24 Horas, postos de saúde e os Serviços de Pronto-Atendimento.

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG