rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) e a prefeitura de Osasco, na Grande São Paulo, anunciou o terceiro óbito na cidade pela doença. Com as confirmações, o número de mortes no País chega a 22." / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) e a prefeitura de Osasco, na Grande São Paulo, anunciou o terceiro óbito na cidade pela doença. Com as confirmações, o número de mortes no País chega a 22." /

Paraná registra primeira morte por gripe suína e Osasco tem o terceiro caso

A Secretaria da Saúde do Paraná confirmou a primeira morte no Paraná causada pela gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) e a prefeitura de Osasco, na Grande São Paulo, anunciou o terceiro óbito na cidade pela doença. Com as confirmações, o número de mortes no País chega a 22.

Redação com Reuters |


O governo afirma que a vítima paranaense é uma mulher, adulta, residente em um dos municípios da 19ª Regional de Saúde, com sede em Jacarezinho. Ela teria apresentado os primeiros sintomas no dia 9 deste mês e, dois dias após, o quadro clínico teria pirado com evolução para uma pneumonia. No dia 16, a paciente morreu.

Já a terceira ocorrência de Osasco vitimou uma mulher de 23 anos que estava internada desde a semana passada em estado grave.

Mortes em São Paulo

Mais cedo, a Secretaria da Saúde de São Paulo confirmou a morte de mais cinco pessoas devido à "gripe suína". Ao todo, o Estado já contabiliza nove óbitos. Dos casos anunciados durante a tarde, quatro são da capital e um da região de Campinas.

Mortes no mundo

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou nesta terça-feira que a "gripe suína" já provocou mais de 700 mortes ao redor do mundo. O último balanço publicado no site da OMS, em 6 de julho, assinalava 429 mortes.

Leia também:

Leia mais sobre gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suínaosascoparanásaúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG