A Secretaria da Saúde do Paraná anunciou nesta quarta-feira mais sete mortes devido à gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Estado. Com as novas vítimas, o Paraná registra 202 casos fatais pelo vírus.


As mortes ocorreram entre os dias 14 de julho e 31 de agosto. Do total de vítimas do Estado, 63,9% ocorreram em pessoas que tinham entre 20 e 49 anos, e 18,3% entre 50 e 59 anos.

O Estado tem 5.803 casos confirmados, sendo 314 gestantes. Por isso, as secretarias estaduais da Saúde e da Administração prorrogaram o afastamento do trabalho das servidoras públicas estaduais gestantes. A medida se estenderá até dia 14, e vale  como orientação para as instituições privadas.

Ainda segundo o documento, as regiões de Curitiba, Cascavel e Londrina continuam registrando o maior número de casos. Há 2.650 casos notificados na região de Curitiba, 423 na região de Cascavel e 338 na região de Londrina.

Rio de Janeiro

A Secretaria da Saúde do Rio de Janeiro anunciou nesta quarta-feira mais seis mortes devido à "gripe suína" no Estado. Com as novas vítimas, o Rio de Janeiro registra 60 casos fatais pelo vírus.

Leia também:


Leia mais sobre:
gripe suína

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.