rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Estado. O primeiro caso de gripe no Pará foi detectado no dia 26 de junho de 2009. A Sespa confirma até esta segunda-feira 86 registros de gripe suína no Estado." / gripe suína - Gripe Suína - iG" / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Estado. O primeiro caso de gripe no Pará foi detectado no dia 26 de junho de 2009. A Sespa confirma até esta segunda-feira 86 registros de gripe suína no Estado." /

Pará anuncia primeira morte por gripe suína

BELÉM - A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa) anunciou nesta segunda-feira a primeira morte por gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Estado. O primeiro caso de gripe no Pará foi detectado no dia 26 de junho de 2009. A Sespa confirma até esta segunda-feira 86 registros de gripe suína no Estado.

Redação |


De acordo com a Sespa, a vítima era do sexo feminino, tinha 42 anos e era portadora de pneumopatia crônica e asma. Ela iniciou no dia 05 de agosto um quadro de febre, tosse, dispnéia, calafrio, dor de garganta, artralgia e mialgia.

A vítima foi atendida em ambulatório particular e, no dia 7 de agosto, encaminhada para internação. Dois dias depois, apresentou piora do quadro respiratório, sendo transferida para unidade de cuidados intensivos. O resultado do exame diferencial para Influenza foi liberado no dia 13 de agosto.

Rio de Janeiro

A secretaria estadual de Saúde do Rio de Janeiro confirmou nesta segunda-feira mais duas mortes provocadas pelo vírus da "gripe suína". Com as novas vítimas - uma mulher de 53 anos que fazia tratamento contra câncer de mama e um menino de 7 anos que sofria de nefropatia -, subiu para 39 o total de mortes no Estado. Ambos encaixam-se na classificação de pacientes de risco do Ministério da Saúde.

Santa Catarina

Também nesta segunda a Secretaria da Saúde do Estado de Santa Catarina confirmou a primeira morte causada pelo vírus influenza A (H1N1), a gripe suína, no município de Lages. Com isso, sobe para nove o número de vítimas fatais da doença no Estado. O exame que confirmou o diagnóstico foi analisado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

De acordo com a secretaria, trata-se de um homem de 42 anos que começou a apresentar os sintomas no dia 22 de julho, foi internado no Hospital e Maternidade Tereza Ramos no dia 25 de julho e faleceu dois dias depois. O paciente sofria de doença metabólica crônica, cardiopatia e hipertensão.

São Paulo

Em São Paulo, o município de São Bernardo do Campo, no Grande ABC, confirmou mais duas mortes por gripe suína , totalizando cinco óbitos pela doença na cidade, segundo a assessoria de comunicação da prefeitura. As vítimas, um homem de 50 anos e uma mulher de 25, faleceram no sábado com quadro de doença respiratória aguda grave. A mulher estava internada desde o dia 27 de julho e teve um filho uma semana antes da internação.

Já o homem, que estava internado desde 20 de julho, apresentava deficiência de resposta imunológica (baixa resistência) causada pelo uso de corticoide. O diagnóstico foi confirmado pelo instituto Adolfo Lutz.

O que você faz para evitar a "gripe suína"?

Leia também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suínaparásaúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG