de gripe A H1N1), está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas para tratamento da doença. Segundo as últimas informações da Vigilância Epidemiológica de Osasco, divulgadas nesta segunda-feira, o quadro de gripe evoluiu para uma pneumonia, mas ele segue estável." / gripe suína segue internado em São Paulo - Gripe Suína - iG" / de gripe A H1N1), está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas para tratamento da doença. Segundo as últimas informações da Vigilância Epidemiológica de Osasco, divulgadas nesta segunda-feira, o quadro de gripe evoluiu para uma pneumonia, mas ele segue estável." /

Pai de menina que morreu de gripe suína segue internado em São Paulo

SÃO PAULO - O pai da menina de 11 anos que morreu no dia 30 de junho, em Osasco, no Grande ABC, por causa da gripe suína (rebatizada http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_topde gripe A H1N1), está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas para tratamento da doença. Segundo as últimas informações da Vigilância Epidemiológica de Osasco, divulgadas nesta segunda-feira, o quadro de gripe evoluiu para uma pneumonia, mas ele segue estável.

Redação com Agência Brasil |

AP
São Paulo tem 457 casos da doença

A mãe e o irmão da criança que morreu também contraíram o vírus da Influenza A. A coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Osasco, Carmecy Lopes Almeida, afirmou que o garoto e 7 anos chegou a ser internado, mas já recebeu alta e está curado da gripe. A mãe está em tratamento em casa, porém isolada.

A menina morreu no fim de junho num hospital particular de Osasco . A criança apresentou sintomas como febre, vômito e dor abdominal, no dia 28 de junho. No dia 29, ela apresentou febre de 39 graus, tosse e dores no corpo.

No dia seguinte, foi levada pelos pais a um hospital particular no qual foi internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde teve uma parada cardiorespiratória e morreu.

O diagnóstico só foi confirmado, na sexta-feira depois da morte da menina, quando pessoas da família dela começaram a apresentar os sintomas da gripe suína. Este foi o 2º caso de morte por "gripe suína no País e o primeiro no Estado de São Paulo.

1º caso no País

A primeira morte confirmada por "gripe suína" no País ocorreu no final de junho, no Rio Grande do Sul. Um caminhoneiro de Erechim, que havia voltado de uma viagem de sete dias à Argentina, começou a apresentar os sintomas da doença logo chegou ao País. Mesmo tendo sido assistido, ele não resistiu e morreu.

Segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde nesta sexta-feira, 52 novos casos da gripe foram confirmados. Com isso, o Brasil registra 1027 casos da doença.

Até 8 de julho, eram acompanhados 2.973 casos suspeitos no País. Outros 1.538 casos haviam sido descartados.

Veja também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suínamortevírus

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG