(rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no município. A vítima é um rapaz de 21 anos, que estudava em um cursinho em São Paulo. Ele morreu no dia 11 deste mês, mas a infecção pela nova gripe só foi confirmada dias depois pela Secretaria de Saúde de Osasco. O jovem não tinha problemas de saúde graves, não viajou ao exterior recentemente e não há a confirmação de que ele tenha tido contato com estrangeiros." / gripe suína no município - Gripe Suína - iG" / (rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no município. A vítima é um rapaz de 21 anos, que estudava em um cursinho em São Paulo. Ele morreu no dia 11 deste mês, mas a infecção pela nova gripe só foi confirmada dias depois pela Secretaria de Saúde de Osasco. O jovem não tinha problemas de saúde graves, não viajou ao exterior recentemente e não há a confirmação de que ele tenha tido contato com estrangeiros." /

Osasco confirma segunda morte por gripe suína no município

SÃO PAULO - O prefeito de Osasco, Emídio de Souza (PT), confirmou na tarde desta quinta-feira a segunda morte por gripe suína http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_top(rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no município. A vítima é um rapaz de 21 anos, que estudava em um cursinho em São Paulo. Ele morreu no dia 11 deste mês, mas a infecção pela nova gripe só foi confirmada dias depois pela Secretaria de Saúde de Osasco. O jovem não tinha problemas de saúde graves, não viajou ao exterior recentemente e não há a confirmação de que ele tenha tido contato com estrangeiros.

Bruno Rico, repórter do Último Segundo |

A vítima não recebeu o tratamento para a "gripe suína", sendo atendida como um paciente com pneumonia grave. Após a confirmação da morte em decorrência da nova gripe, a mãe, o pai e a avó do rapaz passaram a ser monitorados.

De acordo com os médicos da secretaria, o rapaz passou por duas internações no Hospital Sino-Brasileiro, devido a uma suposta pneumonia. Na segunda internação, não resistiu. A Secretaria de Saúde informou que, desde a primeira morte confirmada no município (cuja infecção só foi detectada após a morte), está investigando casos de mortes por pneumonia em jovens para saber se tiveram relação com a nova gripe.

A secretaria de Saúde de Osasco explicou que, quando o paciente foi internado pela primeira vez, no dia dois de julho, o protocolo do Ministério da Saúde indicava como critério que, para um paciente ser considerado suspeito de "gripe suína", ele teria que ter viajado ao exterior. Como não era o caso, segundo a secretaria, o estudante foi tratado apenas com antibióticos. Apenas no dia nove deste mês, o Ministério passou a excluir a necessidade de o paciente ter viajado ao exterior para ser considerado suspeito.

A secretaria informou ainda que, no momento, há 79 casos suspeitos da doença (com síndrome respiratória aguda), 18 casos confirmados e 32 em monitoramento no município. Destes, um está internado em estado grave no Hospital Regional de Osasco.

O prefeito informou que vai destinar 12 leitos do Hospital Municipal de Osasco para a internação de casos de "gripe suína". Atualmente, apenas o hospital Emílio Ribas está realizando internações de casos graves no Estado. "Vamos suspender algumas cirurgias sem urgência para isso", disse o prefeito.

Além disso, ele anunciou que vai disparar nesta sexta-feira telefonemas para 170 mil residências de Osasco, para orientar sobre o caso.

Até o momento, o Brasil tem onze mortes em decorrência da doença. O Ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou nesta quinta que o vírus da "gripe suína" circula no País .


Leia também:

Leia mais sobre: gripe suína


    Leia tudo sobre: doenças de invernogripe suínaosasco

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG