OMS teme surto de gripe na Copa do Mundo

SÃO PAULO - A Organização Mundial de Saúde (OMS) e a África do Sul estão estudando medidas excepcionais para evitar a disseminação do vírus A/H1N1 durante a Copa do Mundo de 2010. A preocupação existe porque o torneio terá uma concentração de pessoas nas ruas, nos campos de treinamento e principalmente nos estádios. Além disso, a Copa do Mundo acontecerá em junho e julho de 2010, durante o inverno, época propícia para epidemias de gripe.

Valor Online |

Autoridades médicas alertam também que, no inverno do ano que vem, uma mutação mais forte do vírus poderia provocar um segundo surto epidêmico ainda mais grave do que o atual.

" Estamos examinando os projetos do governo (sul-africano), assim como todas as providências que podem ser tomadas para enfrentar eventuais surtos epidêmicos durante a Copa do Mundo " , anunciou Aphaluck Bhatiasevi, porta-voz da OMS.

" Discussões estão em andamento " com o governo sul-africano, acrescentou, sem especificar quais serão as recomendações emitidas pela OMS.

Estima-se que cerca de 450 mil turistas viajarão à África do Sul para acompanhar o evento. Cerca de 630 mil ingressos já foram vendidos, metade deles fora da África do Sul, em 187 países, segundo a Federação Internacional de Futebol (Fifa).

A África do Sul tem 75 casos confirmados de gripe suína, segundo o último dado disponível, que é da semana passada. Atualmente, estima-se que haja 130 mil pessoas infectadas pelo vírus em todo o planeta.

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG