rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) e salientou que os governos terão que enfrentar o desafio de como fornecer vacinas a suas populações." / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) e salientou que os governos terão que enfrentar o desafio de como fornecer vacinas a suas populações." /

OMS pede que mundo se prepare para uma segunda onda de gripe suína

A diretora da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, pediu nesta sexta-feira que a comunidade internacional se prepare para uma eventual segunda onda de ¿gripe suína¿ (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) e salientou que os governos terão que enfrentar o desafio de como fornecer vacinas a suas populações.

AFP |

"Nós não podemos dizer com certeza que o pior já passou ou ainda está por vir", disse Chan, em uma mensagem por vídeo entregue na abertura de uma conferência de três dias, em Pequim, sobre a gripe na região da Ásia-Pacífico.

A mensagem de Chan chega no momento em que mais de 24 laboratórios de todo o mundo se empenham para produzir uma vacina segura e eficaz contra o vírus A (H1N1), enquanto se aproxima o inverno no hemisfério norte.

"Temos de nos preparar para qualquer surpresa que nos reserve este novo vírus. Uma mutação inconstante e imprevisível é o mecanismo de sobrevivência microbiana do mundo", acrescentou.

"Temos de nos preparar para uma segunda, ou uma terceira onda, como ocorreu em outras pandemias", disse Chan.

A diretora da OMS pede ainda que os governos se concentrem na questão do fornecimento da vacina contra gripe suína antes do início do inverno no hemisfério norte, além da chegada da gripe normal.

"Precisamos recolher opiniões sobre os grupos prioritários para a proteção inicial", disse.

"É uma das mais difíceis decisões que os governos têm de ter, especialmente levando-se em conta que a oferta será muito limitada por vários meses", acrescentou.

"Temos a nosso favor a pesquisa científica, apoiada pela análise e recolhimento de dados", lembrou Chan, que também reconheceu que a epidemia parece ter se enfraquecido no hemisfério sul.

A empresa farmacêutica chinesa, Sinovac Biotech, anunciou esta semana que os seus testes para produzir uma vacina de única dose contra a gripe suína foram positivos.

Muitos especialistas apontam, no entanto, que irão ser necessárias duas doses da futura vacina contra a gripe A (H1N1), porque muitas pessoas não têm imunidade contra esse vírus.

A OMS anunciou esta semana que os países do hemisfério norte pediram mais de 1 bilhão de doses da vacina contra a gripe suína aos laboratórios farmacêuticos, que, no entanto, não devem ser capazes de fornecer tanto material.

A gripe suína já matou 1.799 pessoas em todo o mundo, principalmente no continente americano, desde o seu aparecimento, no final de março, segundo os últimos dados da OMS.

A OMS declarou a primeira pandemia de gripe do século XXI no dia 11 de junho. No total, 170 países já confirmaram casos.

Leia também:


Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suínaomssaúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG