A Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro confirmou que uma mulher de 42 anos morreu contaminada pelo vírus da gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Estado. Ela era cardiopata e faleceu no dia 12 de agosto.


Apesar da Secretaria estadual afirmar que, até o momento, 50 óbitos por H1N1 foram registrados, o Ministério da Saúde confirmou 55 mortes no Estado em decorrência da doença.

No País, o Ministério da Saúde confirmou hoje que 557 pessoas morreram em decorrência da gripe suína. Entre os Estados com maior número de mortes estão São Paulo, com 223 óbitos confirmados (40% do total), Paraná, com 151 mortes (27,1%); e Rio Grande do Sul, com 98 casos fatais (17,6%). No boletim epidemiológico divulgado à imprensa, foi informado que 58 das 480 gestantes que tiveram resultado positivo para o vírus A(H1N1) morreram.

Leia também:


Leia mais sobre:
gripe suína

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.