RIO DE JANEIRO - Uma mulher de 29 anos com suspeita de estar infectada pela gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) morreu na madrugada deste sábado em Campo dos Goytacazes, no norte do Rio de Janeiro.


O secretário de Saúde do município, Paulo Hirano, pediu prioridade ao laboratório da Fiocruz na divulgação do resultado do exame, para confirmação ou não do contágio pela "gripe suína".

Com quadro de pneumonia desde o dia 24, a mulher, então grávida, deu entrada no Hospital Geral de Guarus no dia 29. Ela foi transferida, então, para o Hospital Plantadores de Cana, onde foi medicada e deu à luz após uma cesariana.

O bebê nasceu com 36 semanas de gestação e foi levado à Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para ficar em isolamento. Apesar da suspeita de estar também com pneumonia, ele passa bem e tem seu quadro acompanhado por equipes médicas.

Notificação

A Vigilância Epidemiológica foi notificada da suspeita na quinta-feira, quando ela piorou e foi para levada à UTI. Além dos testes enviados à Fiocruz, os médicos aguardam também o resultados de outros exames, pois os sintomas da paciente eram muito parecidos com os da pneumonia bacteriana.

Outras seis pessoas estão com suspeita de estarem infectados pelo vírus. Na cidade, apenas dois casos da doença foram confirmados - um casal foi infectado em viagem à Argentina. Eles passam bem.

Leia também

Leia mais sobre: gripe suína

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.