de gripe A H1N1) morreu no início da manhã desta quarta-feira no Hospital Universitário de Santa Maria, no interior do Rio Grande do Sul. De acordo com a unidade de saúde, resultados de exames ainda irão confirmar se o paciente estava infectado pelo vírus Influenza A." / gripe suína no interior do Rio Grande do Sul - Gripe Suína - iG" / de gripe A H1N1) morreu no início da manhã desta quarta-feira no Hospital Universitário de Santa Maria, no interior do Rio Grande do Sul. De acordo com a unidade de saúde, resultados de exames ainda irão confirmar se o paciente estava infectado pelo vírus Influenza A." /

Homem morre com suspeita de gripe suína no interior do Rio Grande do Sul

PORTO ALEGRE ¿ Um homem com suspeita de ¿gripe suína¿ (rebatizada http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_topde gripe A H1N1) morreu no início da manhã desta quarta-feira no Hospital Universitário de Santa Maria, no interior do Rio Grande do Sul. De acordo com a unidade de saúde, resultados de exames ainda irão confirmar se o paciente estava infectado pelo vírus Influenza A.

Redação |

Por enquanto é somente uma suspeita porque ainda não temos a confirmação do laudo, informou o infectologista Alexandre Vargas. Segundo o médico, o paciente procurou a unidade na semana passada porque estava com sintomas de gripe, como tosse, dor de cabeça e febre baixa.

Ele foi medicado e orientado a retornar, caso o quadro piorasse no prazo de cinco dias. Na sexta-feira, terceiro dia de monitoramento, ele voltou ao hospital com falta de ar. Pedimos para que ficasse atento porque ele tinha um histórico de ter viajado recentemente à Argentina e ao Uruguai, disse Vargas.

De acordo com o infectologista, o material para a identificação se o paciente estava ou não com a gripe suína foi coletado na primeira vez em que ele esteve no hospital. No entanto, o resultado do exame ainda não saiu.

Estamos demorando muito para receber os resultados. A Fiocruz, no Rio de Janeiro, que está concentrando as análises, está saturada. O resultado dos exames tem demorado cerca de duas semanas, quando geralmente ficam prontos em oito horas, avaliou.

Mortes no Brasil

Nesta terça-feira foi confirmada a quarta morte em decorrência da "gripe suína" no Brasil. O homem de 28 anos, morador de Botucatu, no interior de São Paulo, tinha obesidade mórbida , segundo a assessoria do Hospital das Clínicas de Botucatu. De acordo com os médicos que atenderam o paciente, a obesidade pode ter agravado o estado de saúde e contribuido para o óbito.

A terceira morte causada pelo vírus Inluenza A foi divulgada na segunda-feira no Rio Grande do Sul. Um menino de nove anos , portador de uma doença crônica, morreu no dia cinco de julho no Hospital das Clínicas de Porto Alegre. Ele havia sido infectado pelo seu irmão, que pegou a doença de uma professora que viajou para a Argentina.

No dia 10 de julho foi confirmada a segunda morte , que ocorreu dia 30 de junho. A vítima foi uma menina de 11 anos, na cidade de Osasco, na Grande São Paulo. O pai da garota está internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas para tratamento da doença. Nesta terça, foi divulgado que seus primos também foram contaminados .

A primeira morte confirmada por "gripe suína" no País  foi registrada no final de junho, no Rio Grande do Sul. Um caminhoneiro de Erechim, que havia voltado de uma viagem de sete dias à Argentina, começou a apresentar os sintomas da doença logo chegou ao País. Mesmo tendo sido assistido, ele não resistiu e morreu.

Segundo boletim divulgado pelo Ministério da Saúde na última sexta-feira, 52 novos casos da gripe foram confirmados. Com isso, o Brasil registra 1027 casos da doença . Até 8 de julho, eram acompanhados 2.973 casos suspeitos no País. Outros 1.538 casos haviam sido descartados.

Veja também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG