Gripe: Lula diz que nunca parou de comer carne de porco

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse hoje que nunca parou de comer carne de porco em razão da Gripe A (H1N1), chamada de gripe suína. É preciso que as pessoas vejam que uma coisa não tem nada a ver com a outra, afirmou, durante almoço na Embrapa em que foi servida carne de porco.

Agência Estado |

"Eu queria dar o mesmo conselho que dei quando estive aqui na gripe aviária. É preciso que a gente trate com responsabilidade ao divulgar a questão da gripe, da influenza, para que a gente não coloque pânico nas pessoas. Eu nunca parei de comer carne de porco. Meu feijãozinho todo dia tem uma costela", disse.

Lula ainda destacou que há muita dúvida sobre o tema e que é uma coisa séria. "Mas a gente não pode dar destaque sem que tenha certeza científica das coisas. Têm pessoas que morreram porque tinham problemas. Da gripe normal morrem 70 mil pessoas ao ano no Brasil. A pessoa tem uma fragilidade qualquer, vem a gripe e a pessoa morre. Peço a vocês que tratem com mais carinho essa questão para não assustar a sociedade indevidamente, sem deixar de informar corretamente, para que as pessoas não cometam erros. Se a gente fizer isso com responsabilidade, a gente ajuda a gente mesmo, a gente ajuda a sociedade brasileira e ajuda o Brasil, porque somos bons exportadores de carne de porco. A carne de porco é muito gostosa, mas gostosa mesmo. Todo mundo gosta. Todo sábado como minha 'pururucazinha'", disse Lula, que um pouco antes ganhou de presente uma gravata cor de rosa com desenho de porquinho.

    Leia tudo sobre: gripe suína

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG