EUA aprovam vacina contra gripe suína

A autoridade sanitária dos Estados Unidos, Food and Drug Administration (FDA), aprovou ontem uma vacina contra a gripe suína, abrindo o caminho para que, no próximo mês, seja iniciada uma campanha de vacinação em larga escala no país. Ao falar para um grupo de parlamentares na Câmara dos Representantes, a secretária da Saúde, Kathleen Sebelius, informou que o governo federal comprou 195 milhões de doses de cinco fabricantes, das quais um terço estará disponível a partir de outubro.

Agência Estado |

Uma campanha gratuita de vacinação será iniciada em outubro. "Mas apenas uma pequena quantidade de vacina estará disponível na primeira semana do mês", salientou a secretária de Saúde.

A imunização será opcional, mas será dada prioridade a alguns grupos considerados de risco: grávidas, crianças e pessoas em contato direto com elas, profissionais da área de saúde, jovens até 24 anos e pessoas com menos de 65 anos que sofram de outras doenças, segundo as recomendações do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Isso representa 160 milhões de pessoas, em uma população de pouco mais de 300 milhões.

De acordo com Sebelius, haverá dois tipos de vacina: uma é a injeção de um vírus morto; a outra, uma pulverização nasal de um vírus vivo, mas enfraquecido. Ela também disse que estão sendo desenvolvidos estudos para determinar se seria possível vacinar, ao mesmo tempo, contra as duas gripes: a suína e a comum. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Leia tudo sobre: gripe

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG