rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) por orientação da Secretaria de Saúde do Estado. As aulas do segundo semestre começarão só no dia 17 de agosto. As creches do município de São Paulo também não funcionarão entre os dias 3 e 16 de agosto. Seguindo a mesma orientação, as três universidades estaduais paulistas (Unicamp, USP e Unesp) e as Etecs e Fatecs também decidiram adiar para a mesma data o início das aulas." / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) por orientação da Secretaria de Saúde do Estado. As aulas do segundo semestre começarão só no dia 17 de agosto. As creches do município de São Paulo também não funcionarão entre os dias 3 e 16 de agosto. Seguindo a mesma orientação, as três universidades estaduais paulistas (Unicamp, USP e Unesp) e as Etecs e Fatecs também decidiram adiar para a mesma data o início das aulas." /

Escolas e universidades de São Paulo prorrogam férias; creches serão fechadas

SÃO PAULO - As escolas estaduais e municipais de São Paulo prorrogaram as férias em toda a rede pública devido à gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) por orientação da Secretaria de Saúde do Estado. As aulas do segundo semestre começarão só no dia 17 de agosto. As creches do município de São Paulo também não funcionarão entre os dias 3 e 16 de agosto. Seguindo a mesma orientação, as três universidades estaduais paulistas (Unicamp, USP e Unesp) e as Etecs e Fatecs também decidiram adiar para a mesma data o início das aulas.

Redação com agências |


AE

Alunos de colégio conversam no portão

Cerca de 20% da rede composta por 5,3 mil escolas estaduais já iniciaram as aulas, mas terão de suspendê-las. A maior parte delas retomaria as atividades no dia 3 de agosto.

A secretário estadual da Educação, Paulo Renato Souza, afirmou hoje que todas as instituições deverão cumprir a legislação, que exige, no mínimo, 200 dias de aula em um ano. "A reposição das aulas perdidas ficará a critério de cada escola", disse.

Com relação às escolas particulares, universidades públicas e privadas e escolas técnicas, o secretário informou que caberá a cada estabelecimento adotar ou não a recomendação. Conforme apurado pela reportagem do Último Segundo , as escolas particulares ainda estão decidindo se adotam a recomendação .

Município de São Paulo

Além das escolas estaduais e municipais, os Centros de Educação Infantil (CEIs), que não têm recesso em julho, permanecerão abertos só até esta sexta-feira. A partir de segunda-feira (03/08), as aulas serão suspensas e só reiniciarão no dia 17 de agosto.

As atividades internas dos CEUs - salas de aula e os teatros - serão suspensas no mesmo período. Os funcionários administrativos e professores também entram em recesso em toda a rede municipal.

Outros municípios do Estado de São Paulo

Em Osasco, São Bernardo e Diadema, na Grande São Paulo, e também em Campinas, no interior do Estado, o retorno às aulas foi adiado em pelo menos uma semana para conter o avanço da doença.

Aulas nos outros Estados

Outros Estados também estudam a prorrogação das férias . Na rede estadual de ensino do Rio Grande do Sul, o retorno às aulas está previsto para a próxima segunda-feira, dia 3. Autoridades do Estado marcaram uma reunião para a próxima quinta-feira, dia 30, a fim de decidir se mantêm a data ou prorrogam as férias escolares.

No Estado do Rio de Janeiro, as secretarias estadual e municipal de Educação informaram nesta terça-feira que não vão prorrogar as férias de suas redes de ensino. Por isso, tanto a rede municipal quanto a rede estadual irão reiniciar suas aulas na próxima segunda-feira, dia 3 de agosto.

Mortes no País

São Paulo é o Estado brasileiro que registrou mais mortes (27), acima do Rio Grande do Sul (19). Depois, estão Rio de Janeiro (5), Paraná (4) e Paraíba (1). Nesta terça-feira, mais 11 novos casos de mortes pelo vírus H1N1 foram registrados, totalizando 56 .

Na segunda-feira, o Último Segundo informou duas mortes por "gripe suína" em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Porém, a Secretaria de Saúde do município afirmou nesta terça que o resultado dos exames ainda não foi recebido.

Primeiro caso no Nordeste

O Estado da Paraíba confirmou, nesta terça-feira, a primeira morte causada pela "gripe suína" . A vítima foi um estudante paraibano de 31 anos, que apresentou os primeiros sintomas da doença no dia 21 de julho.

Ele teria se infectado durante um congresso da União Nacional dos Estudantes (UNE), em Brasília, e estava internado no Hospital Universitário Lauro Wanderley, no campus de João Pessoa da Universidade Federal da Paraíba (UFPB).

Veja as diferenças entre a nova gripe e a gripe comum

Leia também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suínasaúdesão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG