rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Brasil." / gripe suína acontece na Câmara; assista - Gripe Suína - iG" / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Brasil." /

Debate sobre gripe suína acontece na Câmara; assista

BRASÍLIA - O ministro da Saúde, José Gomes Temporão, e especialistas da área participam neste momento, no plenário da Câmara dos Deputados, de um debate sobre as medidas de combate à gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) no Brasil.

Redação com agências |

Assista ao vivo

Segundo Temporão, 14,5% das mortes no País causadas pela "gripe suína" foram de gestantes e 30% das grávidas que morreram tinham um fator de risco adicional. "Desde o primeiro momento as grávidas estavam dentre os fatores de risco", disse. 

Durante o debate, o ministro da Saúde também ressaltou que o País tem estoque suficiente de medicamentos para atender a todos os casos da doença, mas que o remédio não pode ser usado sem controle. "Quero reiterar que o ministério mantém a orientação de evitar o uso indiscriminado do antiviral", afirmou.

Ele lembrou, ainda, que uma pesquisa publicada no "British Medical Journal" aponta que os efeitos nocivos dos medicamentos antigripais podem ser maiores que os benefícios ao tratamento da "gripe suína" em crianças de até 12 anos de idade.

Debate

O debate faz parte das iniciativas da Câmara para a prevenção e o controle da nova gripe. Por iniciativa do 1º secretário, deputado Rafael Guerra (PSDB-MG), a Casa implantará ações internas, externas e de natureza política no sentido de reduzir o impacto da doença.

Entre os especialistas convidados estão o pesquisador da Universidade de São Paulo (USP) e presidente da Fundação Butantan, Isaias Raw, o professor da USP e diretor-geral do Hospital Emílio Ribas, David Uip, o presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia, Juvêncio Dualib Furtado, e  a vice-presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Claude Firmez.

Mortes no País

O vírus da "gripe suína" já deixou mais de 200 mortos no País segundo dados das secretarias estaduais e municipais de saúde. Nesta segunda-feira, foram confirmados 25 óbitos. Até o momento, São Paulo foi o Estado mais atingido, com 69 óbitos.

Os sintomas da doença são semelhantes aos produzidos por gripes comuns, sazonais. Esses sintomas incluem febre, tosse, garganta inflamada, dores pelo corpo, sensação de frio e fadiga.

O Ministério da Saúde recomenda como medidas preventivas:

Ao tossir ou espirrar, cobrir o nariz e a boca com um lenço, preferencialmente descartável.

- Evitar locais com aglomeração de pessoas.

- Evitar o contato direto com pessoas doentes.

- Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal.

- Evitar tocar olhos, nariz ou boca.

- Lavar as mãos frequentemente com sabão e água, especialmente depois de tossir ou espirrar.

- Em caso de adoecimento, procurar assistência médica e informar história de contato com doentes.

- Não usar medicamentos sem orientação médica.

(*Com informações das agências Câmara e Brasil)

Leia também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: doenças de invernogripe suínaprevenção

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG