(rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) nesta quarta-feira. Contabilizando as vítimas fatais registradas pelos Estados e pelo ministério, o País contabiliza 582 mortes. Com isso, passa os EUA e é o País com maior número de vítimas fatais no mundo. " / gripe suína - Gripe Suína - iG" / (rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) nesta quarta-feira. Contabilizando as vítimas fatais registradas pelos Estados e pelo ministério, o País contabiliza 582 mortes. Com isso, passa os EUA e é o País com maior número de vítimas fatais no mundo. " /

Com novos registros do Ministério da Saúde, País tem 582 vítimas fatais da gripe suína

O Ministério da Saúde apresentou um novo balanço de mortes decorrentes da gripe suína http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_top(rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS) nesta quarta-feira. Contabilizando as vítimas fatais registradas pelos Estados e pelo ministério, o País contabiliza 582 mortes. Com isso, passa os EUA e é o País com maior número de vítimas fatais no mundo.

Redação |


Nesta terça-feira, no entanto, o ministério afirmou que entre os dias 9 e 15 de agosto foi registrada uma diminuição no "número absoluto de casos graves" de "gripe suína". Isso levou o governo a afirmar que se trata de um indicativo ainda preliminar de que a doença pode estar recuando .

No comparativo com os 15 países com maior número de mortes, o Brasil tem a 7ª taxa de mortalidade - que representa o percentual de óbitos em relação à população de cada País.

De acordo com o Ministério da Saúde, com exceção da Costa Rica, os países com as maiores taxas de mortalidade estão no hemisfério Sul. O governo alega que "é no hemisfério Sul que a pandemia atualmente apresenta maior impacto por causa do inverno"

Gestantes

Um total de 1.980 mulheres em idade fértil (15 a 49 anos) tiveram resultado positivo para o novo vírus A(H1N1). Destas, 480 eram gestantes. Entre as grávidas, 58 morreram.

Investimentos

O governo federal enviou ao Congresso Nacional nesta quarta-feira uma medida provisória que pretende liberar um crédito suplementar no valor de R$ 2,1 bilhões para o enfrentamento da pandemia de Influenza A (H1N1).

A intenção do Ministério da Saúde é, entre outras coisas, adquirir mais 73 milhões de doses da vacina contra a "gripe suína" e comprar mais 11,2 milhões de tratamentos.

Leia também:


Leia mais sobre:
gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suínaministérioministério da saúdesaúde

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG