China aprova vacina local contra a gripe suína

A Administração Estatal de Alimentos e Medicamentos da China aprovou nesta quinta-feira uma vacina contra a gripe suína produzida no próprio país pela Sinovac Biotech. Segundo a empresa, a vacina é efetiva após uma única dose.

Agência Estado |

  • Tire suas dúvidas sobre a "gripe suína"
  • Veja o especial sobre "gripe suína" do Último Segundo
  • Número de casos graves da doença no País cai de novo
  • Vacina contra "gripe suína" pode custar até US$ 20, afirma OMS
  • "A conclusão dos testes mostrou que esta vacina é muito segura", disse a agência reguladora, num breve comunicado. De acordo com o chefe do departamento de registro do órgão, Zhang Wei, a Administração Estatal examina os pedidos de registro de outras nove companhias que estão desenvolvendo vacinas contra a gripe A/H1N1. Ele disse que a decisão deve sair em meados de setembro.

    A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou para uma possível falta de vacinas contra a gripe suína, na medida em que o inverno se aproxima do Hemisfério Norte. Mais de duas dezenas de laboratórios em todo o mundo correm para testar, produzir e exportar vacinas antes que a pandemia entre na segunda fase. Segundo a OMS, pelo menos 2.185 pessoas em todo o mundo morreram depois de contrair o´vírus.

    A Sinovac disse que seu produto é efetivo depois de apenas uma única dose, assinalando uma possível grande descoberta, visto que a maioria dos especialistas havia assumido que seriam necessárias duas doses por pessoa. O representante da OMS na China, Hans Troedsson, disse numa entrevista recente que uma vacina de dose única seria muito importante, pois significaria vacinar o dobro de pessoas. O governo chinês planeja vacinar 65 milhões de pessoas (5% da população) até o fim do ano.

    Leia também:


    Leia mais sobre:
    gripe suína

      Leia tudo sobre: gripe suína

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG