rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Uma mulher, de 58 anos, que era professora e estava no grupo de risco por ser obesa, morreu ontem em Manaus." / gripe suína - Gripe Suína - iG" / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Uma mulher, de 58 anos, que era professora e estava no grupo de risco por ser obesa, morreu ontem em Manaus." /

Amazonas confirma primeira morte por gripe suína

A Secretaria Estadual de Saúde do Amazonas confirmou nesta quinta-feira a primeira morte no Estado causada pela gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Uma mulher, de 58 anos, que era professora e estava no grupo de risco por ser obesa, morreu ontem em Manaus.

Agência Estado |

  • Tire suas dúvidas sobre a "gripe suína"
  • Veja o especial sobre "gripe suína" do Último Segundo
  • A vítima estava internada em uma unidade de uma clínica de saúde. Os exames foram confirmados ontem mesmo pelo laboratório Evandro Chagas, de Belém. De acordo com a secretaria, no Estado do Amazonas já foram confirmados 39 casos da doença e mais 22 estão sendo analisados.

    Na quarta-feira, a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná registrou mais 12 casos de morte por gripe suína no Estado. O Rio Grande do Sul também divulgou mais 6 vítimas. Em Santa Catarina, no município de Concórdia, mais 1 pessoa morreu. No interior de SP, Votorantim e Piracicaba confirmaram mais 1 óbito cada uma. O total de mortes até ontem, segundo os Estados, chegava a 402.

    Diminuição de casos

    Em nota divulgada nesta terça-feira, o Ministério da Saúde aponta a diminuição no número absoluto de casos graves pelo novo vírus na semana entre 9 e 15 de agosto.

    Leia também:


    Leia mais sobre:
    gripe suína

      Leia tudo sobre: amazonasgripe suínamorte

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG