rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Mas este número pode aumentar, segundo a entidade. Em outros países, este índice chega a 90%." / gripe suína - Gripe Suína - iG" / rebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Mas este número pode aumentar, segundo a entidade. Em outros países, este índice chega a 90%." /

60% dos vírus respiratórios que circulam no País podem ser da gripe suína

BRASÍLIA ¿ O Ministério da Saúde estimou, nesta sexta-feira, que 60% dos vírus respiratórios que circulam no País podem ser da gripe suína (http://ultimosegundo.ig.com.br/gripesuina/2009/04/30/gripe+suina+oms+decide+adotar+a+denominacao+gripe+a+h1n1+5867930.html target=_toprebatizada de gripe A H1N1 pela OMS). Mas este número pode aumentar, segundo a entidade. Em outros países, este índice chega a 90%.

Camila Campanerut, repórter em Brasília |


A recomendação ministerial é de que o tratamento das pessoas com sintomas de gripe seja o mesmo. O uso de antivirais como o tamiflu deve ser usado apenas em pacientes que a "gripe suína" já foi confirmada. A orientação provém da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

A idéia é evitar que aconteça a resistência desses pacientes ao vírus, como já houve em quatro países (Canadá, Japão, Hong Kong e Dinamarca), destacou o diretor do Departamento de Vigilância Epidemiológica, Eduardo Hage.

As análises feitas pelo Ministério apontam que a diferença de gênero não altera a vulnerabilidade para pegar o vírus. As mulheres estão um pouco a frente, com 57% do total de infectados. Recém nascidos, pessoas com obesidade mórbida e idosos são considerados grupos de risco. Apesar do maior número de casos, mais de 60%, ocorrer em adultos jovens, afirma Hage.

Gripe no Mundo

A Organização Mundial da Saúde disse, também nesta sexta-feira, que a pandemia da "gripe suína" já se espalhou para cerca de 160 países, matou cerca de 800 pessoas e precisa ser cuidadosamente observada, caso sofra uma mutação e se torne mais grave no inverno boreal.

"Por enquanto não vimos quaisquer mudanças no comportamento do vírus. O que estamos vendo ainda é uma expansão geográfica pelos países", disse o porta-voz da OMS Gregory Hartl em entrevista coletiva em Genebra.

O novo vírus, conhecido como "gripe suína", tem contaminado pessoas em todo o mundo porque ninguém tem imunidade natural a ele. Como todos os vírus influenza, ele pode circular mais amplamente no clima frio e pode sofrer mutações no inverno, segundo o porta-voz.

"Temos de estar cientes de que poderia haver mudanças, e temos de estar preparados para elas", disse Hartl.

Leia também:

Leia mais sobre: gripe suína

    Leia tudo sobre: gripe suínaministério da saúdesaúdevírus

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG