Grécia tem mais um dia de protestos contra medidas econômicas do Governo

Atenas, 6 mai (EFE).- Os bancos gregos permanecem fechados nesta quinta-feira pela greve de 48 horas convocada após a morte, na quarta, de três funcionários de um escritório bancário, incendiado por um coquetel molotov lançado durante as manifestações contra as medidas de austeridade que devem ser lançadas pelo Governo.

EFE |

Atenas, 6 mai (EFE).- Os bancos gregos permanecem fechados nesta quinta-feira pela greve de 48 horas convocada após a morte, na quarta, de três funcionários de um escritório bancário, incendiado por um coquetel molotov lançado durante as manifestações contra as medidas de austeridade que devem ser lançadas pelo Governo. Empregados de Prefeituras e farmácias se juntaram nesta quinta aos protestos contra os cortes de salários e pensões, e o aumento de cargas de impostos e da idade de aposentadoria. Os médicos dos hospitais públicos também realizam uma paralisação de três horas a partir das 12h locais (6h de Brasília) em Atenas e na localidade portuária de Piraeus. No período, atenderão apenas casos urgentes. O programa de três anos de cortes será debatido nesta quinta pelo Parlamento grego, coincidindo com novas manifestações convocadas pelos sindicatos majoritários, que na quarta mobilizaram aproximadamente 100 mil pessoas. EFE afb/fm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG