STJ julga habeas corpus de Bruno na próxima terça

Ex-advogado de goleiro, acusado pelo desaparecimento da ex-amante Eliza Samudio, foi suspenso da OAB por 90 dias

Marina Diana |

A análise do pedido de habeas corpus em favor do goleiro Bruno Fernandes, acusado pelo desaparecimento de Eliza Samudio, deve ocorrer na próxima terça-feira (7/12) no STJ (Superior Tribunal de Justiça). A demora no julgamento se deu em função da ausência de procuração de um novo advogado do goleiro no processo.

O ex-advogado do goleiro Bruno Fernandes de Souza, Ércio Quaresma Firpe, foi suspenso no último dia 30, por noventa dias, período pelo qual não poderá exercer a atividade. Ele foi afastado por decisão do Tribunal de Ética e Disciplina (TED) da seccional mineira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/MG). O advogado foi suspenso por causa de um vídeo no qual aparece fumando crack, que o levou a assumir o vício na droga.

    Leia tudo sobre: goleiro brunojulgamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG