Range Rover de Bruno esteve em quatro cidades da Grande BH

Peritos do Instituto de Criminalística de Belo Horizonte já têm em mãos o relatório completo do GPS da Range Rover do goleiro

Alessandra Mendes, especial para o iG |

Peritos do Instituto de Criminalística de Belo Horizonte já têm em mãos o relatório completo do GPS da Range Rover do goleiro do Flamengo Bruno Fernandes, suspeito de participação no desaparecimento da ex-amante Eliza Samudio. O documento foi passado à polícia pela empresa responsável pelo equipamento de localização do veículo.

Os dados vão revelar por onde o veículo passou desde o dia 1º de junho até o dia 8 do mesmo mês, quando a Range Rover foi apreendida com amigos do jogador em um blitz na cidade de Contagem (grande BH). O diretor do Instituto de Criminalística (IC), Sérgio Ribeiro, adiantou que já foi confirmado que neste período o veículo esteve em Esmeraldas, Betim, Contagem e Ribeirão das Neves, todas cidades da região metropolitana de Belo Horizonte. Sendo que a primeira é onde fica o sítio do goleiro.

A informação foi obtida por meio da análise e cruzamento de dados de latitudes e longitudes registradas pelo GPS do veículo. Também vai ser possível saber com precisão por quais bairros e ruas o carro passou, quanto tempo esteve ligado e quanto tempo ficou desligado. Com todos esses levantamentos a polícia vai saber exatamente quando foi usada a Range Rover e em que locais, o que pode facilitar o na investigação do crime.

Outra informação que deverá ser obtida é o tempo gasto durante o trajeto do Rio de Janeiro até Minas. O carro teria sido usado para buscar Eliza na capital carioca. E a polícia vai saber exatamente em que dia isso aconteceu, já que até o momento trabalha-se com duas datas: dias 5 e 6 de junho. O resultado completo do mapeamento do GPS deve ficar pronto na terça ou quarta-feira.

    Leia tudo sobre: eliza samudiobrunocrimedayanne souza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG