Polícia ouve novamente caseiro do sítio de Bruno

Elenílson Vítor da Silva se negou a falar ontem aos delegados sobre o desaparecimento de Eliza Samudio

Alessandra Mendes, especial para o iG |

A polícia ouve novamente na tarde desta terça-feria (13) o caseiro do sítio de Bruno, Elenílson Vítor da Silva. Este seria o quarto depoimento de Elenílson, que ontem esteve na delegacia, mas se negou a falar sobre o desaparecimento e morte de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro do Flamengo Bruno Fernandes.

Também hoje o primo do jogador, o adolescente J, de 17 anos, apreendido no Rio de Janeiro, é transferido para Belo Horizonte . Na segunda-feira (12) a Justiça carioca autorizou a transferência do menor. Segundo a delegada Ana Maria Santos, chefe da delegacia de Homicídios de Contagem (Grande BH), a mãe do jovem  já está em Minas e estaria de mudança para Belo Horizonte.

"A família do adolescente, senão a maior parte dela, é daqui de Minas Gerais. A família nos procurou. A mãe está em Minas praticamente de mudança e formalizou para nós o desejo de ele ficar aqui. Isso foi levado à Justiça mineira para subsidiar o pedido com a Justiça carioca na transferência dele", declarou a delegada.

O adolescente é peça importante nas investigações, já que denunciou o crime à polícia. Os delegados estudam a possibilidade de fazer uma acareação entre o menor e outros suspeitos, principalmente Sérgio Camelo, primo de Bruno, cujo depoimento tem pontos divergentes com o do adolescente. "Vai depender da demanda da investigação. É possível que sim? Sim. Pode ser que não? Sim", alegou Ana Maria Santos.

    Leia tudo sobre: eliza samudiobrunocrimedayanne souza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG