Polícia encontra mais vestígios no sítio de Bruno

Fraldas e roupas femininas queimadas teriam sido localizadas

Alessandra Mendes, especial para o iG |

Fontes ligadas às investigações sobre o desaparecimento de Eliza Samudio, afirmam que a polícia recolheu mais material para perícia no sítio de Bruno, em Esmeraldas, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Fraldas e roupas femininas queimadas teriam sido encontradas nesta quarta-feira (14) por peritos que voltaram ao local para realizar mais buscas.

O material, que foi enviado para perícia ao Instituto de Criminalística, pode ser mais uma ligação da casa do jogador com Eliza Samudio, ex-amante do goleiro. Esses vestígios podem complicar ainda mais a situação de Bruno, que disse em entrevista à imprensa, ainda quando treinava pelo Flamengo no Rio de Janeiro, que não via Eliza há cerca de três meses.

Testemunhas o colocam dentro do sítio, no mesmo período em que Eliza estava no local, sendo mantida em cárcere privado. Os trabalhos da polícia estão avançando depois que Sérgio Camelo, primo de Bruno, resolveu colaborar e dar mais detalhes do ocorrido para os delegados. Foi ele quem passou a localização dos cômodos em que ela foi mantida em cárcere, onde foi encontrado um colchão com manchas de sangue humano. Sérgio esteve, inclusive, auxiliando os trabalhos de peritos e policiais na terça-feira (13) no sítio do jogador.

Sangue no carro de Bola não é de Eliza

Exames periciais comprovaram que os vestígios encontrados no porta-malas do carro do ex-policial civil, Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, não são do sangue de Eliza Samudio. O veículo, um Citröen ZX, foi apreendido semana passada na porta da casa de Bola, em Vespasiano, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

A polícia chegou a acreditar que o carro tivesse sido usado por Bola para transportar o corpo de Eliza eté o local onde teria sido desovado. Mas o resultado deu negativo. "O exame ficou pronto e comprovou que o que foi encontrado lá não é sangue de Eliza Samudio", esclareceu o chefe do Departamento de Investigações, Edson Moreira. O delegado não disse se serão feitos mais laudos em cima do mesmo vestígio.

    Leia tudo sobre: Eliza SamudiogoleiroBruno

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG