Polícia descarta exames com cães de Bola

Exames em cães só trariam resultados concretos se tivessem sido realizados no mesmo dia do possível crime

Alessandra Mendes, especial para o iG |

A polícia descartou a possibilidade de fazer exames com os cães apreendidos na casa do ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da polícia civil nesta quinta-feira (15). Segundo a investigação e depoimentos de suspeitos, os cachorros teriam comido partes do corpo de Eliza Samudio, ex-amante do goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes. 

Os delegados chegaram a cogitar a possibilidade de analisar as fezes dos cães e também fazer exame com luminol, na tentativa de identificar algum vestígio de sangue humano. Mas as fezes teriam que ser as mesmas do dia do possível crime, que teria ocorrido no dia 9 do mês passado. Isso porque o animal digere o alimento em 6 horas. Como o material não foi recolhido, já que a polícia fez buscas na casa bem depois desta data, essa possibilidade foi descartada. 

Com relação ao luminol, trata-se de um reagente corrosivo que pode afetar a sáude dos animais. O luminol também pode reagir com as substâncias presentes na ração dos animais, o que poderia causar um falso resultado. Além disso, o luminol é um líquido caro, que não pode ser usado em vão. 

Na semana passada, a polícia retirou 11 cães da casa de Bola, em Vespasiano, região metropolitana de Belo Horizonte. Dez cães são da raça rottweiller, sendo seis filhotes e quatro adultos. Os cachorros, segundo o depoimento do adolescente de 17 anos, teriam comido partes do corpo de Eliza, jogadas por Bola.

A polícia espera agora os laudos de outros exames periciais que serão anexados ao inquérito. O laudo do GPS da veículo Range Rover, do goleiro, que tinha manchas do sangue de Eliza, o exame do sangue encontrado no colchão dentro de um dos quartos do sítio de Bruno, os laudos do concreto recolhido nesta quarta-feira na casa de Bola, dentre outros.

    Leia tudo sobre: Caso Bruno

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG