Polícia aponta Bola como suspeito de 4º homicídio

Crime, do qual ex-policial também é suspeito, aconteceu em dezembro de 2009, em Vespasiano

AE |

A Polícia Civil de Minas Gerais informou nesta quarta-feira que o ex-policial Marcos Aparecidos dos Santos, o Bola, passou a ser investigado por um homicídio ocorrido em 30 de dezembro de 2009, no bairro Jardim da Glória, em Vespasiano, região metropolitana de Belo Horizonte. Bola é apontado pela polícia como principal suspeito de matar e esconder o corpo da modelo Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes Souza, além de outros dois homicídios ocorridos em 2008 no sítio do qual é locatário em Esmeraldas, também na Grande Belo Horizonte.

Por meio de uma ligação feita ao Disque-denúncia na quarta-feira da semana passada, dia 14, Bola foi denunciado como autor dos disparos que matou Bruno Marinho Marques dos Reis, conhecido como Bruninho, que era suspeito de envolvimento em cinco homicídios.

Na época, a vítima tinha acabado de ser ouvida na delegacia e saia acompanhado do pai e de um irmão quando os três foram abordados por uma pessoa em uma moto preta, com capacete e capa de chuva, que se apresentou como policial, e pediu para Bruninho se identificar. Ao perceber que ele não estava armado, fez três disparos contra o rapaz e fugiu em seguida.

Para o advogado Zanone Oliveira, que defende o ex-policial, "como a polícia não está achando provas robustas para incriminar o meu cliente, está partindo para especulações. Aí, qualquer fato envolvendo homicídio na região em que meu cliente exercia alguma atividade, a acusação será atribuída à pessoa dele". O advogado disse ainda, que "esta vil atitude é comum no meio policial e, infelizmente, já era esperada pela defesa".

    Leia tudo sobre: caso brunobola

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG