Pai de Eliza diz que haverá 'surpresa' sobre guarda do neto

Luiz Carlos Samudio afirmou que a mãe de Eliza, Sônia Moura, só quer ficar com o menino porque ele é a "galinha dos ovos de ouro"

Camila Dias, de Contagem |

O pai de Eliza Samudio, Luiz Carlos Samudio, foi nesta sexta-feira ao Fórum de Contagem, onde ocorre audiência sobre o desaparecimento de sua filha. Em entrevista, Luiz Carlos afirmou que mãe de Eliza, Sônia Moura, só quer ficar com o neto porque ele é a “galinha dos ovos de ouro” dela. Luiz Carlos, que briga na Justiça para ficar com o neto, disse que “em breve haverá uma surpresa” sobre a guarda de Bruninho, filho de Eliza. Leia entrevista.

iG - O senhor continua lutando pela guarda de seu neto, filho de Eliza?

Luiz Carlos Samudio - “Eu nunca desisti da minha filha, quem dirá desistir do filho dela. Em relação à guarda dele (que está com a avó), está sendo julgado em segredo de Justiça e em breve teremos uma boa surpresa pra todos.”

iG - O senhor tinha conflitos com dona Sônia Moura na época em que Eliza era criança?

Luiz Carlos Samudio - “A Eliza nunca existiu para ela. O Bruninho existe porque o Bruninho é a galinha dos ovos de ouro dela. Eu acredito que nos próximos dias se sair um dinheirinho, vai sair pra ela. Mas depois que o Bruno for condenado, vai perder todos os direitos, não vai ter nenhuma rescisão contratual do Flamengo, nada mais, ele será um reles mortal como os outros e não vai ter um salário para sustentar o próprio filho, aí eu começo a temer pelo futuro do meu neto.”

iG - O senhor pode visitar seu neto?

Luiz Carlos Samudio - “Legalmente eu tenho direito de visitá-lo, só que estamos com problema de alienação parental. Como a Dona Sônia (Sônia Moura, mãe de Eliza) mora em outro Estado, bastante longe de mim, dificulta um pouco, mas isso não me impediria de ir até lá, só que não tenho o telefone nem endereço dela.”

Agência Estado
Pai de Eliza Samudio, Luiz Carlos Samudio
iG - O que o senhor sabe sobre o resultado do exame de DNA para comprovação da paternidade de Bruno Fernandes?

Luiz Carlos Samudio - “Eu soube que foi coletado material, que foi feito esse exame, só que o laudo ainda não foi divulgado por uma estratégia da defesa do goleiro Bruno que através de meios ilícitos está segurando isso pra que não saia a conclusão desse exame.”

iG - E sobre os acordos entre sua filha e o goleiro?

Luiz Carlos Samudio - “Bruno ofereceu R$ 100 mil para ela abortar a criança antes de sequestrar e dopá-la pela primeira vez no Rio de Janeiro. Como ela foi contra, começou a guerra entre eles. Ela negociava diretamente como goleiro. No começo não havia a intervenção de Macarrão”.

iG - Os advogados de defesa disseram que sua filha fazia filme no exterior, é verdade?

Luiz Carlos Samudio - “Mais uma fantasia mirabolante, todos estão pegando a doença do Quaresma (em referência ao advogado de Bruno, Ércio Quaresma). Todos estão ficando bipolares como ele.”

    Leia tudo sobre: samudiocaso bruno

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG