Novo depoimento afirma que Bruno e Dayanne estavam no sítio

Ministério Público irá encaminhar a nova versão para Minas Gerais

iG Rio de Janeiro |

A assessoria do Ministério Público do Rio de Janeiro irá encaminhar para o MP de Minas Gerais o depoimento prestado pelo adolescente de 17 anos, primo de Bruno, que contém diferenças em relação ao depoimento prestado para a Polícia Civil do Rio, no dia em que foi apreendido.

No novo depoimento, realizado na última quinta (8) para o promotor Renato Lisboa, da Promotoria da Infância e Juventude, o menor relata que Bruno e a mulher, Dayanne Rodrigues, estariam no sítio no dia em que Eliza Samudio chegou ao local.

Além disso, teria sido Luiz Henrique Romão, o Macarrão, que amarrou as mãos de Eliza pouco antes do ex-policial, Marcos dos Santos, o Bola, ter dado o golpe conhecido como gravata que a matou.

O Degase (Departamento de Ações Socieducativas) disse que pretende transferir o menor em até 48 horas para Minas Gerais, mas não revelou a hora. A autorização da transferência foi concedida no início da noite desta segunda-feira, pelo juiz Marcius Ferreira, da 2ª Vara da Infância e Juventude.

*reportagem de Bruna Fantti, especial para o iG

    Leia tudo sobre: Eliza SamudiogoleiroBrunoDayanneMacarrão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG