Menor afirmou que Eliza morreu estrangulada, diz MPRJ

Adolescente foi apreendido na casa de Bruno e teria confessado, em depoimento à polícia, seu envolvimento no sumiço de Eliza

iG São Paulo |

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) informou em nota que o primo do goleiro do Flamengo Bruno disse, em depoimento, que Eliza Samudio morreu vítima de estrangulamento. O menor foi detido ontem e, de acordo com a polícia, confirmou o sequestro e a morte da ex-namorada do jogador.

A Justiça expediu, na manhã desta quarta-feira, mandado de prisão temporária contra o goleiro, suspeito no desaparecimento de sua ex-amante Eliza Samudio, mas o atleta não foi encontrado em sua casa no Rio de Janeiro. A Justiça também pede a prisão de Luiz Henrique Ferreira Romão, conhecido como "Macarrão", amigo de Bruno. A mulher do goleiro, Dayanne Rodrigues Souza, de 23 anos, foi presa nesta manhã em Belo Horizonte.

Depoimento do adolescente

O adolescente foi apreendido na última terça-feira na casa de Bruno e teria confessado, em depoimento à polícia, seu envolvimento no sequestro de Eliza Samudio. Segundo informações da polícia, ele teria confirmado que a jovem está morta.

O jovem, cuja identidade não foi divulgada, reconheceu que participou com "Macarrão" do sequestro da ex-amante do atleta.

Segundo a polícia, ele relatou que a ex de Bruno foi colocada à força em uma caminhonete de propriedade do jogador que era dirigida por Macarrão. O menor teria dito que estava escondido no carro e deu uma coronhada em Eliza, que discutia com o amigo de Bruno, mas não relacionou isso à morte dela.

O jovem foi detido depois que seus próprios parentes alertaram a Polícia que ele estava escondido na casa de Bruno, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio.

Desaparecimento de Eliza Samudio

Eliza Samudio, de 25 anos, está desaparecida desde o início de junho. O filho da jovem, de 4 meses e que seria fruto de um relacionamento com o atleta do Flamengo, foi encontrado pela polícia há duas semanas em poder de uma família de conhecidos da atual mulher do jogador e foi entregue ao avô materno.

Bruno diz que o filho de Eliza foi levado a sua casa por Macarrão e afirma que a modelo o teria entregue para resolver problemas pessoais.

A polícia fez buscas em várias propriedades do jogador à procura de pistas que possam indicar o paradeiro da jovem. O corpo de Eliza chegou a ser procurado também no fundo de uma lagoa em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.

* Com Agência EFE

    Leia tudo sobre: eliza samudiobrunocrime

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG