Mãe de Eliza vai prestar depoimento e coletar material genético

Mãe de Eliza Samudio, Sônia Moura, deve chegar esta noite a BH para acompanhar investigações sobre desaparecimento da filha

Alessandra Mendes, especial para o iG |

A mãe de Eliza Samudio, Sônia de Fátima Moura, de 44 anos, deve chegar ainda na noite desta terça-feira a Belo Horizonte para acompanhar de perto as investigações sobre o desaparecimento da filha, ex-namorada do goleiro do Flamengo, Bruno Fernandes. A expectativa é que Sônia desembarque no Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, por volta das 21h.

Sônia, que vem do Mato Grosso do Sul junto com a advogada, é esperada para prestar depoimento no Departamento de Investigações, na capital mineira, na manhã de quarta-feira. Ela também vai coletar material genético para comparação de DNA com o sangue encontrado no carro do jogador, que seria de Eliza.

Segundo a polícia, o material genético da mãe tem mais subsídios para a comparação com a amostra do sangue que foi coletado na Range Rover de Bruno. O veículo foi apreendido com amigos do jogador em uma blitz policial no dia 8 de junho. Perícias já comprovaram que as manchas encontradas no assoalho e porta-malas do carro são resíduos de sangue humano. Agora um novo laudo, que deve sair na próxima semana, vai determinar se o sangue é mesmo de Eliza Samudio.

Dentro do veículo a polícia ainda encontrou um par de óculos da marca Dolce & Gabbana e sandálias, itens reconhecidos por testemunhas como sendo da ex-namorada do goleiro do Flamengo. Eliza está desaparecida há quase um mês, quando saiu do Rio de Janeiro com destino ao sítio do jogador, em Esmeraldas (Grande BH).

    Leia tudo sobre: BrunoElizadesaparecimentomãegoleiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG