Justiça vai decidir hoje pedido de liberdade para primo de Bruno

Sérgio Rosa Sales Camelo é suspeito de participação no possível assassinato de Eliza Samudio

Alessandra Mendes, especial para o iG |

Deve sair nesta quinta-feria (15) a resposta do pedido de habeas corpus para Sérgio Rosa Sales Camelo, primo de Bruno e um dos suspeitos de participação no assassinato de Eliza Samudio, de 25 anos. A jovem está desaparecida desde o início de junho.

O advogado de Sérgio, Marco Antônio Siqueira, entrou nesta quarta-feira com a solicitação junto ao 1º Tribunal do Júri de Contagem (BH). A assessoria do Tribunal de Justiça de Minas Gerais deve analisar hoje o pedido, que pode garantir a liberdade de Sérgio, que vem contribuindo para as investigações do crime. Foi ele quem contou para a polícia detalhes do cárcere privado de Eliza dentro do sítio do jogador. Através da informação foi possível coletar mais vestígios do crime: uma mancha de sangue em um colchão e fios de cabelo que serão submetidos a exames periciais.

Sérgio está preso sob força de um mandado de prisão temporária, decretado no dia 7 deste mês de julho. Por estar contribuindo com os trabalhos da polícia, o primo de Bruno estaria sendo mantido preso no Ceresp - Centro de Remanejamento de Presos São Cristóvão, anexo ao Departamento de Investigação. Todos os outros suspeitos, exceto Dayanne (mulher de Bruno) e o adolescente J., de 17 anos, estão presos na penitenciária de segurança máxima Nelson Hungria.

Defesa de Bruno também deve entrar com pedido de habeas corpus

O advogado do goleiro Bruno, Ércio Quaresma, também deve entrar nesta quinta-feira (15) com o pedido de habeas corpus para o jogador. Quaresma pretende pedir a liberdade de outros cinco suspeitos de participação no crime: Dayanne de Souza (mulher de Bruno), Luíz Henrique Romão, o Macarrão, Wemerson Marques, o Coxinha, Flávio caetano de Araújo e Elenílson Vítor da Silva (caseiro do sítio do goleiro).

A defesa do ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, também vai entrar nesta quinta-feira com pedido de habeas corpus. Bola é o suspeito de ter assassinado Eliza em sua casa, em Vespasiano, Região Metropolitana de Belo Horizonte.

    Leia tudo sobre: Goleiro Brunodesaparecimentoeliza samudio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG